30/08/2019

Dieta cetogênica pode inibir crescimento de alguns tipos de câncer

Redação do Diário da Saúde
Dieta cetogênica pode inibir crescimento de alguns tipos de câncer
"Acredito que isso faz parte de uma mudança de paradigma em relação a alvejar as próprias células do câncer," disse o Dr. Kim.[Imagem: UTDallas]

Dieta keto contra o câncer?

É bem sabido que manter os níveis de glicose no sangue sob controle pode ajudar as pessoas a evitar ou controlar o diabetes, mas uma nova pesquisa sugere que restringir os níveis de glicose no sangue também pode oferecer uma proteção contra alguns tipos de câncer.

A conclusão veio depois que pesquisadores restringiram a glicose circulante em camundongos com câncer de pulmão. A restrição da glicose circulante foi conseguida alimentando as cobaias com uma dieta cetogênica, que é muito baixa em açúcar, e dando-lhes um medicamento comumente usado para tratar o diabetes, que impede que a glicose no sangue seja reabsorvida pelos rins.

"Tanto a dieta cetogênica quanto a restrição farmacológica da glicose no sangue por si só inibiram o crescimento de tumores de carcinoma de células escamosas em camundongos com câncer de pulmão," conta o Dr. Jung-Whan Kim, da Universidade do Texas em Dallas (EUA). "Embora essas intervenções não reduzissem os tumores, elas impediram que progredissem, o que sugere que esse tipo de câncer pode estar vulnerável à restrição de glicose".

Câncer e glicose

Embora se suspeite há muito tempo que vários tipos de células cancerosas sejam fortemente dependentes da glicose - ou açúcar - como fonte de energia, Kim e seus colegas demonstraram que um tipo específico de câncer - o carcinoma de células escamosas - é notavelmente mais dependente da glicose do que outros tipos de câncer, como o adenocarcinoma.

"A descoberta chave do nosso novo estudo em camundongos é que uma dieta cetogênica sozinha tem algum efeito inibidor do crescimento do tumor no câncer de células escamosas," disse Kim. "Quando combinamos isso com o medicamento para diabetes e a quimioterapia, foi ainda mais eficaz. Nossos resultados sugerem que essa abordagem é específica do tipo de célula cancerosa. Não podemos generalizar para todos os tipos de câncer".

O pesquisador enfatiza que, para uma futura aplicação terapêutica dessa técnica, será necessário realizar antes estudos clínicos mais abrangentes e mais detalhados, mas que os resultados indicam uma abordagem potencialmente nova para melhorar o tratamento do câncer.

"Manipular os níveis de glicose no paciente seria uma nova estratégia que é diferente de tentar matar diretamente as células cancerosas," disse ele. "Acredito que isso faz parte de uma mudança de paradigma em relação a alvejar as próprias células do câncer."

Dieta cetogênica

A dieta cetogênica, também conhecida como "dieta Keto", foi desenvolvida para pessoas com diabetes, mas hoje é largamente adotada por pessoas que não apresentam a condição, mas que querem evitar o acúmulo de gordura.

O nome deriva de cetose, que é um estado metabólico no qual a gordura deixa de ser armazenadora de energia, passando a ser fornecedora de energia para o corpo.

A principal característica da dieta cetogênica é a elevada restrição ao consumo de carboidratos, cerca de 5% - o que é ainda mais restritivo do que as dietas conhecidas como "baixo carboidrato" -, e elevado consumo de "gorduras boas", incluindo carnes e peixes, ovos e azeite. Quanto aos doces, claro, é melhor não pensar neles.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.