13/07/2020

Finalmente um produto para substituir a cartilagem humana?

Redação do Diário da Saúde
Finalmente um produto para substituir a cartilagem humana?
O pequeno disco de hidrogel - espremido entre dois discos metálicos - suporta todo o peso sem se romper e sem deformar. [Imagem: Feichen Yang]

Cartilagem artificial para os joelhos

Pesquisadores desenvolveram o primeiro gel capaz de imitar a cartilagem humana e que é forte o suficiente para suportar a carga imposta aos nossos joelhos e outras articulações.

É o primeiro gel a combinar a força e a durabilidade da cartilagem do joelho, garantem Feichen Yang e seus colegas da Universidade Duke (EUA).

Embora seja composto por 60% de água - trata-se de um hidrogel - um único disco do material, do tamanho de uma moeda, consegue suportar um peso de 45 quilogramas sem rasgar ou perder sua forma.

Embora ainda esteja em estágio inicial de desenvolvimento, a expectativa é que o hidrogel possa funcionar como um substituto para a cartilagem danificada e uma alternativa às atuais cirurgias de recomposição das articulações.

Cartilagem artificial

Até agora vinha sendo muito difícil de reproduzir em laboratório a combinação de maciez e resistência da cartilagem humana, que é forte o suficiente para suportar nosso peso, mas macia e flexível o suficiente para amortecer a articulação contra impactos - e isso durante décadas de uso repetitivo.

O novo hidrogel consiste em duas redes poliméricas entrelaçadas: Uma feita de fios elásticos, parecidos com espaguete, e a outra mais rígida e parecida com uma cesta, com cargas negativas ao longo de seu comprimento. As duas redes são reforçadas com um terceiro ingrediente, uma malha de fibras de celulose.

Quando o gel é esticado, as fibras de celulose resistem à tração e ajudam a manter o material coeso. E, quando ele é comprimido, as cargas negativas ao longo das cadeias rígidas de polímero se repelem e grudam na água, ajudando o material a retornar à sua forma original.

"Somente essa combinação de todos os três componentes é tanto flexível quanto rígida e, portanto, forte," garante o professor Feichen Yang.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.