12/08/2019

Medição da pressão arterial pelo celular mais próxima da realidade

Redação do Diário da Saúde
Medição da pressão sanguínea pelo celular
Os pesquisadores fizeram vídeos de até dois minutos, mas 30 segundos foi suficiente para uma medição precisa. [Imagem: Kang Lee]

Imagem óptica transdérmica

O monitoramento da pressão arterial no futuro poderá se tornar tão fácil quanto filmar a si mesmo com o celular.

Graças a uma técnica de imageamento chamada óptica transdérmica, uma selfie em vídeo feito pelo celular, apenas do rosto, permite medir com precisão a pressão arterial.

A luz ambiente penetra na camada externa da pele, permitindo que os sensores ópticos das câmeras digitais visualizem e extraiam padrões do fluxo sanguíneo. A técnica de imageamento óptico transdérmico, incluída em um aplicativo, pode então ser usada para calcular a pressão sanguínea.

"Dispositivos de medição de pressão arterial baseados em manguito, embora altamente precisos, são inconvenientes e desconfortáveis. Os usuários tendem a não seguir as diretrizes e a sugestão dos fabricantes de dispositivos de fazer várias medições a cada vez," disse o Dr. Kang Lee, da Universidade de Toronto (Canadá).

Medição da pressão pelo celular

Para aferir a precisão da técnica digital, Lee e seus colegas mediram a pressão de 1.328 adultos canadenses e chineses, capturando vídeos usando um iPhone equipado com software de imageamento óptico transdérmico. Os vídeos tinham duração de dois minutos, a fim de equivaler à recomendação dos aparelhos normais, de fazer várias medições de cada vez.

Eles compararam as medidas de pressão sistólica, diastólica e de pulso extraídos dos vídeos com as leituras da pressão arterial usando um dispositivo de medição de pressão arterial contínuo de uso hospitalar.

Na média, a imagem óptica transdérmica previu a pressão arterial sistólica com quase 95% de precisão e a pressão arterial diastólica com quase 96% de precisão.

Os voluntários no estudo tinham pressão arterial normal, o que vai exigir novos ensaios para aferir os extremos da escala.

"Se estudos futuros confirmarem nossos resultados e mostrarem que este método pode ser usado para medir pressões sanguíneas clinicamente altas ou baixas, teremos a opção de um método sem contato e não invasivo para monitorar convenientemente a pressão arterial - talvez a qualquer hora e em qualquer lugar - para fins de gestão de saúde," disse Lee.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.