03/04/2023

Pontuações de QI caem nas primeiras décadas deste século nos EUA

Redação do Diário da Saúde
Pontuações de QI caem nas primeiras décadas deste século nos EUA
Os índices de QI vêm caindo sistematicamente. [Imagem: Elizabeth M. Dworak et al. - 10.1016/j.intell.2023.101734]

QI em queda

As pontuações em testes de QI (quociente de inteligência) aumentaram substancialmente de 1932 até o final do século 20, com diferenças variando de três a cinco pontos de QI adicionais por década.

Mas um novo estudo encontrou evidências de um efeito reverso em uma grande amostra populacional dos EUA entre 2006 e 2018 em todas as categorias, exceto uma.

As notas em habilidade de raciocínio verbal (lógica, vocabulário), raciocínio matricial (resolução visual de problemas, analogias) e séries de letras e números (computacional/matemático) caíram sistematicamente durante o período analisado.

Somente as pontuações de rotação 3D (raciocínio espacial) aumentaram parcialmente, o que ocorreu no período de 2011 a 2018.

As pontuações de habilidades compostas (pontuações únicas derivadas de várias informações) também foram mais baixas para amostras mais recentes. As diferenças nas pontuações estavam presentes independentemente da idade, educação ou sexo.

Sem explicações definitivas

Embora o estudo não tenha examinado o motivo do declínio nas pontuações de QI, não faltam teorias na comunidade científica para explicar isso, incluindo má nutrição, piora da saúde, exposição à mídia e mudanças na educação.

"Há um debate sobre o que está causando isso, mas nem todos os domínios estão caindo; um deles está subindo. Se todas as pontuações estivessem indo na mesma direção, você poderia fazer uma pequena narrativa sobre isso, mas não é o caso. Precisamos fazer mais pesquisas para aprofundar isso," disse a professora Elizabeth Dworak, da Universidade Northwestern.

Embora haja estudos similares para outros países desenvolvidos, não é possível estender as conclusões para países que têm condições muito diferentes. E estudos nacionais seriam menos representativos porque é muito menos comum efetuar testes de QI no Brasil do que nos EUA e nos países europeus.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2023 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.