12/08/2019

Repita para o seu médico as orientações que ele lhe deu

Redação do Diário da Saúde
Repita para o seu médico as orientações que ele lhe deu
Repita para o médico o que ele lhe orientou para se certificar de que entendeu tudo direitinho.[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Agora repita o que lhe disse

Quando os pacientes "ensinam de volta" as instruções que acabaram de receber do médico, é maior a probabilidade de que tenham uma recuperação melhor e não precisem voltar ao hospital.

A técnica de repetir as instruções para o médico foi avaliada entre pacientes que vivem com pressão alta, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

"Para pacientes com essas condições, a maior parte dos seus cuidados acontece em casa," explica o Dr. Young-Rock Hong, da Universidade da Flórida (EUA).

"O ensinar de volta ajuda os médicos a identificar quais informações os pacientes não captaram, ou o que eles não entenderam, para que possam corrigi-los," acrescentou.

Faça você mesmo

No pequeno grupo de pacientes em que a técnica foi avaliada inicialmente, houve 15% menos chance de os pacientes terem que ser internados no hospital e 23% menos probabilidade de hospitalizações repetidas.

Mas o estudo também revelou uma estatística preocupante: Quase um terço dos 14.110 pacientes do grupo mais amplo que foi pesquisado disse que seus médicos nunca pediram que eles repetissem as instruções.

Assim, se o seu médico não lhe pedir para ensinar de volta, você pode pode fazer isso por sua própria conta porque o benefício será seu.

"É uma estratégia de comunicação muito útil para os pacientes iniciarem se o profissional não o fizer. É certamente um que eu uso em meus próprios cuidados de saúde como paciente, mas provavelmente ainda mais no meu papel como cuidadora ou parceira de cuidados para meus filhos e cônjuge," disse Carla Fisher, coautora do estudo, publicado no Journal of General Internal Medicine.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.