17/12/2021

Apenas sete questões podem dizer o quanto você é sábio

Redação do Diário da Saúde
Apenas sete questões podem dizer o quanto você é sábio
Questionário de sete itens define seu nível de sabedoria. [Imagem: Michael L. Thomas Open the et al. - 10.1017/S1041610221002684]

Medidas de sabedoria

Pesquisadores da Universidade da Califórnia de San Diego desenvolveram uma escala abreviada de sete itens que determina com alta precisão o nível de sabedoria de uma pessoa.

A sabedoria é um traço de personalidade potencialmente modificável que demonstrou ter uma forte associação com o bem-estar.

A mesma equipe já havia desenvolvido uma escala de 28 itens - eles a chamam de SD-WISE-28 (San Diego Wisdom Scale) - que tem sido usada em grandes estudos nacionais e internacionais, pesquisas biológicas e ensaios clínicos para avaliar a sabedoria.

Mas eles agora descobriram que uma versão reduzida, com apenas sete questões, dá praticamente os mesmos resultados e é confiável - a equipe batizou o teste de SD-WISE-7 ou Índice de Sabedoria de Jeste-Thomas.

"As medidas de sabedoria estão cada vez mais sendo usadas para estudar fatores que afetam a saúde mental e o envelhecimento. Queríamos testar se uma lista de apenas sete itens poderia fornecer informações valiosas para testar a sabedoria," disse o professor Dilip Jeste.

Questionário para medir sabedoria

Estudos anteriores mostraram que a sabedoria é composta por sete componentes: Autorreflexão, comportamentos pró-sociais (como empatia, compaixão e altruísmo), regulação emocional, aceitação de perspectivas diversas, determinação, aconselhamento social (como dar conselhos racionais e úteis a outros) e espiritualidade.

Para validar seu novo questionário, a equipe entrevistou 2.093 voluntários, com idades entre 20 e 82 anos, por meio de uma plataforma online.

As sete afirmações foram extraídas do teste mais amplo (SD-WISE-28) por estarem relacionadas aos sete componentes da sabedoria, e foram avaliadas em uma escala de 1 a 5, de "discordo totalmente" a "concordo totalmente". São elas:

  • Eu permaneço calmo sob pressão.
  • Eu evito a autorreflexão.
  • Eu gosto de ser exposto a pontos de vista diversos.
  • Eu tendo a adiar a tomada de decisões o mais que posso.
  • Eu frequentemente não sei o que dizer às pessoas quando elas me pedem conselhos.
  • Minha crença espiritual me dá força interior.
  • Eu evito situações que sei que minha ajuda será necessária.

Os resultados foram praticamente os mesmos entre o teste de 28 questões e o teste de 7 questões.

"Mais curto não significa menos válido," disse Jeste. "Selecionamos o tipo certo de perguntas para obter informações importantes que não apenas contribuem para o avanço da ciência, mas também dão suporte aos nossos dados anteriores de que a sabedoria se correlaciona com saúde e longevidade."

Apenas sete questões podem dizer o quanto você é sábio
A espiritualidade é um forte componente da sabedoria.
[Imagem: Gerd Altmann/Pixabay]

Sabedoria contra a solidão

Outro dado importante que este novo experimento mostrou é que o SD-WISE-7 se correlaciona forte e positivamente com resiliência, felicidade e bem-estar mental, e se correlaciona forte e negativamente com solidão, depressão e ansiedade.

"Existem intervenções baseadas em evidências para aumentar os níveis de componentes específicos da sabedoria, o que ajudaria a reduzir a solidão e promover o bem-estar geral," disse Jeste. "Do mesmo modo que a vacina da covid-19 nos protege do novo coronavírus, a sabedoria pode ajudar a nos proteger da solidão. Assim, podemos potencialmente ajudar a acabar com uma pandemia comportamental de solidão, suicídios e abuso de opioides que vem ocorrendo nos últimos 20 anos."

A equipe pretende continuar suas pesquisas sobre a sabedoria, incluindo a seguir estudos genéticos, biológicos, psicossociais e culturais de um grande número de populações diversas, para avaliar tanto a sabedoria, como vários fatores relacionados à saúde mental, física e cognitiva das pessoas ao longo da vida.

"Precisamos de sabedoria para sobreviver e prosperar na vida. Agora, temos uma lista de perguntas que levam alguns minutos para serem respondidas e que podem ser colocadas em prática clínica para tentar ajudar os indivíduos," concluiu Jeste.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.