Alimentação saudável ajuda a prevenir câncer, afirma especialista

Dia Mundial de Combate ao Câncer

No Dia Mundial de Combate ao Câncer, instituições de saúde alertam para a possibilidade de prevenir a doença por meio de uma alimentação saudável.

A campanha da União Internacional de Controle do Câncer (UICC) envolve mais de 90 países e pretende alertar profissionais de saúde, educadores e principalmente familiares para o fato de que estar acima do peso na infância pode levar ao surgimento de câncer na vida adulta. No Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) apóia a divulgação do tema.

"O primeiro passo é tentar fazer as pessoas entenderem que o câncer é uma doença que pode ser prevenida. Hoje em dia as pessoas já relacionam, por exemplo, doenças do coração com determinados hábitos alimentações, mas ainda não reconhecem essa ligação com o câncer", explica o nutricionista e analista de programas para controle do câncer do Inca, Fábio Gomes.

Alimentação saudável

A alimentação saudável já começa na amamentação. "Se exclusiva até os seis primeiros meses, a amamentação reduz a chance da criança se tornar obesa em 13%."

Fábio explica que pessoas com excesso de gordura no corpo têm níveis de determinados hormônios mais elevados no sangue. "Isso aumenta a chance de a pessoa ter mais células cancerosas. Além disso, as próprias células de gordura produzem fatores inflamatórios que podem provocar lesões no DNA da célula, possibilitando o desenvolvimento do câncer."

Ganho de peso na infância

O ganho de peso, segundo o especialista, é influenciado por hábitos que não estão relacionados somente com o que se come. Ele alerta, por exemplo, que quanto menos tempo a criança passar assistindo à televisão, menores a chances de ganhar peso.

"Isso porque na frente da TV a criança não está fazendo nenhuma atividade física. Além disso, a criança perde o controle do que está comendo, e acaba comendo em excesso, pois está distraída."

Saúde na Escola

No Brasil, o Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Educação vem desenvolvendo o programa Saúde na Escola para facilitar a adesão das crianças à alimentação saudável.

Segundo a coordenadora-geral da Política de Alimentação e Nutrição Ministério da Saúde, Ana Beatriz Vasconcellos, o programa pretende implementar ações que valorizam hábitos alimentares saudáveis."É uma ação importante para formar hábitos alimentares, não só da criança, mas da família".

De acordo com Ana, o programa Saúde na Escola, disponibiliza materiais diversos para que educadores trabalhem temas referentes à alimentação saudável, ao aumento do consumo de frutas e verduras e à redução de consumo de gorduras, sal e açúcar, também são os mais incentivados.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Câncer

Prevenção

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.