Risco de autismo quatro vezes maior quando mães têm problemas na tireoide

Risco de autismo quatro vezes maior quando mães têm problemas na tireoide
O Dr. Gustavo Román diz acreditar que o autismo possa ser prevenido, devendo-se mais a questões ambientais do que à genética.
[Imagem: Methodist Health]

Prevenção do autismo

Mulheres grávidas que não produzem hormônio da tireoide suficiente têm quase quatro vezes mais probabilidade de gerar filhos autistas do que as mulheres com tireoide normal.

A associação foi descoberta a partir da análise de mais de 4.000 mães e seus filhos na Holanda, e dá suporte à teoria de que os transtornos do espectro autista podem ser causados pela falta de hormônio da tireoide materna.

Estudos anteriores já demonstraram que os hormônios da tireoide são cruciais para a migração de células do cérebro do feto durante o desenvolvimento embrionário.

"É cada vez mais evidente para nós que o autismo é causado por fatores ambientais na maioria dos casos, e não pela genética," disse o Dr. Gustavo Román, neurologista do Nantz National Alzheimer Center. "Isso traz a esperança de que a prevenção [do autismo] é possível."

Deficiência grave do hormônio T4

O grupo de Román também descobriu que as crianças autistas apresentaram sintomas mais graves se suas mães tinham deficiência grave do hormônio T4, também chamado tiroxina - deficiências leves de T4 nas mães geraram um aumento insignificante nos sintomas das crianças autistas.

A causa mais comum de deficiência de hormônio da tireoide é a falta de iodo na dieta - ambos os hormônios da tireoide, T3 e T4, contêm esse elemento.

Os pesquisadores descobriram que uma fraca associação entre uma deficiência leve de T4 e a probabilidade de gerar uma criança autista, mas uma forte associação entre a deficiência grave de T4 e o autismo (3,89 vezes mais provável em comparação com as mães com hormônios tireoidianos normais).

Conselho para grávidas e futuras grávidas

Román afirma ter um conselho para as mulheres que já estão grávidas, ou que estão pensando em ter filhos.

"Se você está planejando engravidar, peça antes a seu médico para medir o iodo na urina e a função da tireoide. Se você acabou de engravidar, peça a seu médico para medir o iodo na urina, a função da tireoide e comece a usar vitaminas pré-natais, certificando-se de que elas contenham iodo," diz o médico

A falta de iodo na dieta interfere com a função normal da tireoide, levando a complicações na gravidez, assim como a surdez e atraso no desenvolvimento do bebê e perda de controle no metabolismo da gordura e do açúcar e na geração de calor na mãe.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Saúde da Mulher

Cuidados com o Recém-nascido

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.