Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

26/08/2013

Risco de autismo quatro vezes maior quando mães têm problemas na tireoide

Redação do Diário da Saúde
Risco de autismo quatro vezes maior quando mães têm problemas na tireoide
O Dr. Gustavo Román diz acreditar que o autismo possa ser prevenido, devendo-se mais a questões ambientais do que à genética.[Imagem: Methodist Health]

Prevenção do autismo

Mulheres grávidas que não produzem hormônio da tireoide suficiente têm quase quatro vezes mais probabilidade de gerar filhos autistas do que as mulheres com tireoide normal.

A associação foi descoberta a partir da análise de mais de 4.000 mães e seus filhos na Holanda, e dá suporte à teoria de que os transtornos do espectro autista podem ser causados pela falta de hormônio da tireoide materna.

Estudos anteriores já demonstraram que os hormônios da tireoide são cruciais para a migração de células do cérebro do feto durante o desenvolvimento embrionário.

"É cada vez mais evidente para nós que o autismo é causado por fatores ambientais na maioria dos casos, e não pela genética," disse o Dr. Gustavo Román, neurologista do Nantz National Alzheimer Center. "Isso traz a esperança de que a prevenção [do autismo] é possível."

Deficiência grave do hormônio T4

O grupo de Román também descobriu que as crianças autistas apresentaram sintomas mais graves se suas mães tinham deficiência grave do hormônio T4, também chamado tiroxina - deficiências leves de T4 nas mães geraram um aumento insignificante nos sintomas das crianças autistas.

A causa mais comum de deficiência de hormônio da tireoide é a falta de iodo na dieta - ambos os hormônios da tireoide, T3 e T4, contêm esse elemento.

Os pesquisadores descobriram que uma fraca associação entre uma deficiência leve de T4 e a probabilidade de gerar uma criança autista, mas uma forte associação entre a deficiência grave de T4 e o autismo (3,89 vezes mais provável em comparação com as mães com hormônios tireoidianos normais).

Conselho para grávidas e futuras grávidas

Román afirma ter um conselho para as mulheres que já estão grávidas, ou que estão pensando em ter filhos.

"Se você está planejando engravidar, peça antes a seu médico para medir o iodo na urina e a função da tireoide. Se você acabou de engravidar, peça a seu médico para medir o iodo na urina, a função da tireoide e comece a usar vitaminas pré-natais, certificando-se de que elas contenham iodo," diz o médico

A falta de iodo na dieta interfere com a função normal da tireoide, levando a complicações na gravidez, assim como a surdez e atraso no desenvolvimento do bebê e perda de controle no metabolismo da gordura e do açúcar e na geração de calor na mãe.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Saúde da Mulher

Cuidados com o Recém-nascido

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?