Beber muita água faz bem para a pele?

É comum ouvirmos dizer que, para mantermos nossa pele fresca e saudável, é essencial beber bastante água.

As quantidades recomendadas variam, mas a mais comum de se ouvir é que se beba oito copos de água por dia.

Na realidade, um estudo publicado no ano passado mostrou que precisamos de dois litros de líquidos - mas não especificamente de água, devendo-se levar em conta também sucos, refrigerantes e a própria água contida nos alimentos.

Beber água para hidratar a pele

Mas, qualquer que seja o volume indicado, o grande argumento por trás do conselho continua o mesmo: beber água mantém sua saúde e, mais especificamente, sua pele hidratada.

Em outras palavras, a água funcionaria como uma espécie de hidratante que age de dentro para fora.

Com tantos mitos e "verdades" sendo disseminadas sobre a saúde, talvez você não se surpreenda com o fato de que, na verdade, existem pouquíssimas evidências para confirmar essa hipótese.

Uma forma óbvia de verificarmos o efeito da ingestão de água sobre a pele seria, por exemplo, separarmos um grupo de voluntários em duas metades. Uma receberia instruções para beber água o dia inteiro, a outra seria orientada a beber quantidades normais.

Um mês depois, a condição da pele dos participantes poderia ser avaliada para estabelecermos se beber mais água resultou, ou não, em peles mais suaves e saudáveis.

Na prática, estudos como esse são raros, em parte porque, como a água não pode ser patenteada, é difícil encontrar alguém disposto a financiar esse tipo de pesquisa - ela não produziria nenhum remédio ou cosmético capaz de cobrir os custos e gerar receitas e lucros para o financiador.

Um estudo que comparou o consumo de água mineral com água de torneira produziu resultados contraditórios, sem qualquer indício de alteração na quantidade de rugas ou na suavidade da pele dos participantes.

Desidratação

O que é certo é que a desidratação exerce forte efeito sobre a pele. Se você estiver desidratado, haverá uma perda de elasticidade da sua pele e ela demorará mais tempo para recuperar a forma normal após um teste tão simples quanto dar-lhe um beliscão e observar o retorno da pele à situação original.

Porém, se é verdade que beber menos água do que o necessário é ruim para a pele, isso não quer dizer que beber quantidades excessivas seja bom.

Isso equivaleria a dizermos que, porque a falta de alimento leva à desnutrição, então comer demais deve ser bom - comer além da conta leva à obesidade, com uma série de prejuízos bem documentados à saúde.

Por outro lado, pelo menos um estudo mostrou que beber água antes de refeição ajuda a perder peso.

Siga a sede

Então, de onde vem a recomendação de oito copos de água por dia para uma pele saudável?

Ninguém sabe.

O que se sabe é que, em situações específicas, como pessoas que já tiveram pedras nos rins, uma maior ingestão de líquidos diminui a chance de que os cálculos retornem.

Concluindo, não há evidências de que beber mais água do que o normal seja bom para a pele.

E tampouco existe uma regra definitiva sobre a quantidade ideal de água que devemos beber, já que isso depende do clima e do tipo de atividade que você está fazendo.

Mas todos nós temos um ótimo guia interno, capaz de ajudar bastante: a sede.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cuidados com a Pele

Alimentação e Nutrição

Dietas e Emagrecimento

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.