Betabloqueadores ajudam a prevenir demência

Demência vascular

Um medicamento largamente usado para problemas cardíacos, sobretudo para tratar pressão alta, pode reduzir o risco de demência.

A demência vascular é a segunda forma mais comum de demência, logo após o Mal de Alzheimer, e pode ocorrer se o fluxo de sangue ao cérebro for reduzido.

A hipertensão pode danificar os pequenos vasos que levam sangue ao cérebro - é o sangue que fornece o oxigênio essencial para o funcionamento do cérebro.

O estudo, realizado entre 774 homens sugere que a ingestão de medicamentos conhecidos como betabloqueadores ajuda na prevenção da demência vascular.

Betabloqueadores

De acordo os pesquisadores da Universidade do Havaí, pacientes que tomavam betabloqueadores para controlar a hipertensão mostraram ter menos lesões cerebrais do que aqueles que não estavam recebendo tratamento algum contra hipertensão ou que tomavam outros tipos de medicamentos para lidar com o problema.

Uma outra pesquisa, realizada há dois anos, entre um grupo bem maior de homens, um total de 800 mil, já havia sugerido que outro remédio usado para conter a hipertensão, conhecido com bloqueador dos receptores da angiotensina (ARB), pode reduzir o risco de demência, inclusive do Mal de Alzheimer, em até 50%.


Ver mais notícias sobre os temas:

Neurociências

Cérebro

Sistema Circulatório

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.