Boneca feita com células vivas poderá substituir modelos animais

Boneca feita com células vivas poderá substituir modelos animais

[Imagem: Shoji Takeuchi/Yuya Morimoto]

Boneca de células vivas

Dois cientistas japoneses construíram uma boneca feita inteiramente de células vivas de câncer de fígado, numa demonstração que pode abrir alternativas inéditas para o desenvolvimento de medicamentos de forma mais eficaz e sem o uso de modelos animais.

Shoji Takeuchi e Yuya Morimoto, da Universidade de Tóquio, criaram microbolhas onde as células cancerosas se aglomeram graças à ação de um colágeno. A seguir, as microbolhas foram utilizadas para a construção da boneca de demonstração.

Modelo celular tridimensional

A boneca mede 5 mm de altura e 2 mm de espessura, criando uma plataforma tridimensional para o teste de medicamentos de forma mais parecida com as condições reais do câncer no organismo humano.

Em sua montagem foram utilizadas 100.000 microbolhas com células vivas, cada microbolha medindo 100 micrômetros de diâmetro. A boneca "permaneceu viva" por 24 horas.

Substituição dos animais de laboratório

O formato de boneca foi escolhido apenas para demonstrar as possibilidades que a nova técnica oferece em substituição aos modelos animais e aos testes in vitro. Mas as microbolhas de células podem ser utilizadas para a montagem de estruturas em qualquer formato.

Graças à atuação do colágeno, a boneca de células vivas pode ser manipulada normalmente com uma pinça, sem o risco de se quebrar.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cobaias

Câncer

Células-tronco

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.