Brasil reduz em 83% o risco de morte devido ao aborto

Um relatório divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento aponta que, de 1990 a 2012, houve no Brasil uma redução de 83,7% do risco de morte de mulheres devido a aborto.

De acordo com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, a redução da mortalidade materna no país é resultado da melhoria das ações de atenção à saúde da mulher, com destaque para a estratégia Rede Cegonha.

A estratégia Rede Cegonha tem o objetivo de oferecer às gestantes usuárias do SUS atendimento cada vez mais qualificado e humanizado, desde o planejamento reprodutivo, passando pelo pré-natal, até o segundo ano de vida da criança.

Criado em 2011, a estratégia Rede Cegonha está presente em mais de cinco mil municípios brasileiros e atende 2 milhões e 600 mil gestantes pelo SUS.


Ver mais notícias sobre os temas:

Aborto

Saúde da Mulher

Gravidez

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.