Caminhar melhora a criatividade

Caminhar melhora a criatividade
A esmagadora maioria dos participantes foi mais criativa durante a caminhada do que ficando sentados.
[Imagem: L.A. Cicero/Stanford]

Suas capacidades criativas vão melhorar enquanto você está andando e nos momentos logo a seguir.

E não importa por onde você ande: andar dentro de casa ou ao ar livre teve impacto semelhante sobre a inspiração criativa dos caminhantes.

Ou seja, é o ato de caminhar em si, e não o ambiente, o fator principal por trás da melhor criatividade.

"Muitas pessoas informalmente afirmam que pensam melhor ao caminhar. Nós finalmente podemos estar dando um passo ou dois para descobrir por que," escreveram Marily Oppezzo e Daniel Schwartz, da Universidade de Stanford (EUA).

Pessoas andando dentro de casa - em uma esteira de frente para uma parede branca - ou andando ao ar livre apresentaram o dobro de respostas criativas em comparação com as pessoas que permaneceram sentadas.

Caminhar contra ficar sentado

O estudo envolveu um comparativo entre pessoas que caminhavam em diversas situações, pessoas que permaneciam sentadas e até pessoas levadas para passear em cadeiras de rodas.

Foram quatro experimentos envolvendo 176 estudantes universitários e outros adultos que completaram as tarefas mais comumente utilizadas pelos pesquisadores para medir o pensamento criativo.

Os participantes foram colocados em diferentes condições, incluindo caminhar dentro e fora de casa, ficar sentado dentro e fora de casa, ser empurrado ao ar livre em uma cadeira de rodas e várias combinações disso, com cada participante trocando de lugar em cada sessão dos testes.

A esmagadora maioria dos participantes foi mais criativa durante a caminhada do que ficando sentados.

A produção criativa aumentou em uma média de 60% quando a pessoa estava andando.

Criatividade inercial

O estudo também revelou que a criatividade continua a fluir mesmo depois que a pessoa se senta logo após uma caminhada.

"Nós não estamos dizendo que caminhar pode transformá-lo em um Michelângelo. Mas pode ajudá-lo nos estágios iniciais de criatividade," disse Oppezzo.

Os resultados confirmam um estudo diferente, realizado por pesquisadores holandeses, que concluíram que exercícios físicos aumentam a criatividade.


Ver mais notícias sobre os temas:

Mente

Atividades Físicas

Educação

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.