Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

22/07/2016

Canela em pó aumenta capacidade de aprendizagem

Redação do Diário da Saúde
Canela em pó aumenta capacidade de aprendizagem
"Esta seria uma das abordagens mais seguras e mais fáceis para converter alunos ruins em bons alunos," brinca o professor Kalipada Pahan. [Imagem: Rush]

Condimento mental

Que a canela é uma adição deliciosa a muitas receitas é algo que todos sabem.

O que ninguém esperava é que ingerir a cheirosa e saborosa especiaria também pudesse melhorar a capacidade de aprendizagem.

Neurocientistas do Centro Médico da Universidade de Rush (EUA) descobriram que a ingestão de canela por animais de laboratório com pequena capacidade de aprendizagem fez com que os camundongos passassem a aprender melhor os truques que lhes eram ensinados.

"Esta seria uma das abordagens mais seguras e mais fáceis para converter alunos ruins em bons alunos," brinca o professor Kalipada Pahan, principal do trabalho publicado no Journal of NeuroImmune Pharmacology.

Como a canela melhora a aprendizagem

Algumas pessoas parecem já nascer boas alunas - com facilidade de aprendizagem - e outras se tornam boas alunas por esforço próprio, mas algumas continuam achando difícil aprender novas tarefas mesmo com esforço. Contudo, pouco se sabe sobre os processos neurológicos que regulam essa capacidade de aprendizagem.

O que se sabe é que o hipocampo - uma pequena parte do cérebro que gera, organiza e armazena a memória - dos alunos com dificuldade de aprendizagem tem menos CREB, uma proteína envolvida na memória e no aprendizado, e mais subunidades alfa-5 dos receptores GABA-A ou GABRA-5, uma proteína que gera uma condutância inibitória tônica no cérebro.

O que se verificou no experimento foi que os camundongos que receberam alimentação oral de canela em pó metabolizaram o condimento em benzoato de sódio, um produto químico utilizado como medicamento para o tratamento de danos cerebrais. Quando o benzoato de sódio entrou no cérebro, ele gerou um aumento da CREB, uma diminuição do GABRA-5 e estimulou a plasticidade dos neurônios do hipocampo.

Essas mudanças, por sua vez, melhoraram a memória e a capacidade de aprendizagem dos animais.

"Utilizamos com sucesso a canela em pó para reverter as alterações bioquímicas, celulares e anatômicas que ocorrem no cérebro dos camundongos com má aprendizagem," disse Pahan.

Canela do Ceilão

Mas nem todos os tipos de canela em pó são igualmente eficientes: os pesquisadores compararam a canela do Ceilão e a canela da China.

"Embora os dois tipos de canela sejam metabolizados em benzoato de sódio, vimos que a canela do Ceilão é muito mais pura do que a canela chinesa, já que esta última contém cumarina, uma molécula hepatotóxica (prejudicial ao fígado)," disse Pahan.

Os resultados foram publicados no Journal of Neuroimmune Pharmacology.


Ver mais notícias sobre os temas:

Memória

Mente

Cérebro

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento