Casos de microcefalia aproximam-se dos 4.000

Suspeitas e confirmações

Com 3.893 notificações de microcefalia, o Ministério da Saúde já obteve até agora confirmação de 230 casos efetivamente relacionados ao vírus zika.

O último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério mostra que as notificações foram registradas em 764 municípios de 21 unidades da federação.

Desde outubro do ano passado a notificação de microcefalia pelo sistema de saúde é obrigatória, em função do aumento inesperado da ocorrência da má-formação devida ao vírus zika.

Ajustes no protocolo

O ministério descartou 282 registros da má-formação, ou seja, bebês com suspeita inicial de microcefalia, mas cuja condição não se confirmou.

No outro extremo, foram registradas 49 mortes pela má-formação congênita, seis das quais tiveram confirmada a relação com o vírus zika.

De acordo com o diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, os sistemas de saúde dos estados estavam interpretando de forma diferente o protocolo para registro dos casos. Por isso, houve problemas para as confirmações dos casos.

O governo então atualizou o protocolo para que as interpretações fossem unificadas. "Nos próximos boletins talvez possamos falar com mais segurança dos casos confirmados e descartados," disse o diretor.


Ver mais notícias sobre os temas:

Epidemias

Vírus

Gravidez

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.