Desvendados resultados conflitantes das células-tronco do cordão umbilical

Células-tronco do cordão umbilical para medicina regenerativa
A descoberta explica os resultados contraditórios obtidos com as células-tronco, alguns entusiasmantes e outros decepcionantes.
[Imagem: Bárbara Pérez Kohler]

Células-tronco do cordão umbilical

Ao contrário do que se acreditava, apenas um grupo das células-tronco extraídas do cordão umbilical e mantidas em cultivo em laboratório são úteis para aplicações terapêuticas.

A descoberta, feita por cientistas das universidades de Granada e Alcalá (Espanha), vai ajudar a evitar a condução de testes e estudos que levam inexoravelmente a resultados danosos, como o desenvolvimento de tumores.

A equipe do Dr. Antonio Campos Muñoz demonstrou que nem todas as células-tronco extraídas do cordão umbilical têm a mesma eficácia na hora de usá-las na medicina regenerativa ou na criação de tecidos artificiais.

Essa possibilidade existe para apenas um pequeno grupo dessas células, o que pode explicar os resultados contraditórios obtidos até agora pelos estudos que tentam aplicar as células-tronco do cordão umbilical para tratamentos.

Células idôneas

As células-tronco retiradas do cordão umbilical estão sendo alvo de interesse crescente porque não suscitam os dilemas éticos envolvendo as células-tronco embrionárias.

De todos os tipos de células existentes no cordão, as que mais têm sido estudadas são as chamadas células-tronco da gelatina de Wharton (ou geleia de Wharton), devido à sua fácil coleta, ao grande potencial para diferenciar-se em vários tecidos e às suas propriedades imunológicas.

Através de técnicas microanalíticas e da análise dos genes envolvidos na viabilidade celular, os pesquisadores mostraram que é necessário selecionar as células mais "idôneas", de forma comparável com o que acontece com a seleção dos melhores óvulos para fertilização in vitro.

O estudo também demonstrou a possibilidade de selecionar subgrupos de células de outras populações - além daquelas da gelatina de Wharton - ou de células-tronco de tecidos diferentes para aumentar sua eficácia terapêutica.


Ver mais notícias sobre os temas:

Células-tronco

Desenvolvimento de Medicamentos

Cuidados com o Recém-nascido

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.