Cientistas desenvolvem modelo climático que prevê epidemias de dengue

Cientistas desenvolvem modelo climático que prevê epidemias de dengue
Esta imagem mostra a parte posterior de uma larva do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão do vírus da dengue aos humanos.
[Imagem: Adriana Troyo and Olger Caldero]

Previsão de epidemias

Pesquisadores das universidades da Flórida (EUA) e da Costa Rica desenvolveram um modelo climático capaz de prever uma epidemia de dengue com até 40 semanas de antecedência.

O novo modelo é capaz de prever a epidemia com 83% de precisão, permitindo a adoção de medidas preventivas e o preparo das equipes médicas para lidar com o aumento das ocorrências.

Sistema de alerta contra a dengue

Segundo os pesquisadores, embora o modelo tenha sido construído a partir de informações da vegetação específica da Costa Rica, ele utiliza dados climatológicos globais, o que torna possível a sua expansão para cobrir toda a América Latina, onde a dengue e a dengue hemorrágica representam atualmente um dos mais graves problemas de saúde pública.

O modelo de previsão da epidemia de dengue poderá permitir, pela primeira vez, a criação de um sistema de alerta para alertar, prevenir e diminuir os efeitos do alastramento da doença.

"Esta ferramenta dará tempo suficiente para as autoridades mobilizarem recursos para adotar medidas de controle dos vetores, alertar as populações com maior risco e ajudar os profissionais de saúde a planejar o atendimento do maior número de casos," diz o Dr. Douglas O. Fuller, que ajudou a desenvolver o modelo.

Influências do clima

Os pesquisadores descobriram uma forte relação entre as variações na temperatura superficial do Oceano Pacífico, relacionadas com o fenômeno El Niño, e o surgimento de grandes ondas de infecção da dengue na América Central.

O novo modelo de previsão de epidemias foi testado em epidemias na Costa Rica, em Trinidad e em Cingapura, alcançando 83% de índice de acerto.


Ver mais notícias sobre os temas:

Epidemias

Infecções

Vírus

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.