Cortar açúcar ou gordura? Médicos gêmeos comparam dietas

Cortar açúcar ou gordura? Médicos gêmeos comparam dietas
Médicos gêmeos adotaram novos hábitos alimentares para comparar dietas que cortam gorduras e dietas que cortam carboidratos.
[Imagem: Joanna Barwick/BBC]

Para comparar a eficácia de duas das principais dietas da moda, os irmãos gêmeos Alexander e Chris Van Tulleken - que são médicos - decidiram viver na pele as provações e os desafios de cardápios extremamente restritivos.

O objetivo dos irmãos consistia em alcançar um resultado o mais verossímil possível dos efeitos positivos e negativos das dietas, uma vez que eliminariam, por serem gêmeos, as influências genéticas sobre seus organismos. Eles também queriam entender qual delas seria mais eficiente.

Com o acompanhamento de uma nutricionista, Alexander cortou totalmente os carboidratos (pães, massas, cereais, etc.), enquanto Chris ingeriu uma quantidade mínima de gordura (frituras).

Ambos podiam comer quanto quisessem, desde que seguissem à risca as limitações impostas. Eles também mantiveram uma rotina semelhante de exercícios físicos.

O resultado talvez possa surpreender: Alexander, que cortou os carboidratos, perdeu cerca de cinco quilos, enquanto Chris, que se limitou a ingerir alimentos com menos de 2% de gordura, perdeu um pouco menos.

Por outro lado, apesar de o ponteiro da balança cair, os dois relataram os efeitos devastadores de ambos os regimes.

Alexander, que se alimentou basicamente de carnes, peixes, ovos e queijos, afirmou se cansar muito mais rapidamente, além de ter perdido o fôlego nas atividades físicas.

Já seu irmão Chris, que cortou as gorduras, relatou que nunca se sentia satisfeito e que, frequentemente, se via beliscando petiscos.

Em linhas gerais, Chris teve um desempenho melhor do que Alexander, que demonstrou um cansaço ininterrupto e frequentes dores de cabeça.

Os exames de sangue feitos ao final da experiência também refletiram os prejuízos de ambas as dietas para os indivíduos.

O exame de Alexander, que cortou os carboidratos, revelou que parte da energia de que ele necessitava diariamente vinha exclusivamente das proteínas, não só das refeições, mas também dos músculos, um dos motivos que explicaria o seu cansaço endêmico.

O exame de Chris, que perdeu menos peso, mostrou um aumento do nível de açúcar, o que, a longo prazo, poderia gerar problemas de saúde.


Ver mais notícias sobre os temas:

Dietas e Emagrecimento

Alimentação e Nutrição

Gravidez

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.