Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

24/12/2011

Dieta Mediterrânea melhora saúde e faz viver mais

Redação do Diário da Saúde

Dieta unânime

A chamada dieta Mediterrânea, que é mais um jeito de se alimentar do que uma dieta no sentido tradicional do termo, garante uma vida mais longa e mais saúde.

Este é o resultado unânime de quatro estudos realizados pela Universidade de Gotemburgo, na Suécia.

Mais quatro estudos, na verdade, porque a dieta Mediterrânea vem sendo estudada há mais de meio século, devido aos efeitos benéficos sobre a longevidade do jeito de se alimentar das populações ao redor do Mar Mediterrâneo.

Dieta Mediterrânea

A chamada dieta Mediterrânea é marcada por um elevado consumo de peixes e vegetais, castanhas e frutas, e um baixo consumo de produtos de base animal, como carnes e leite.

E não apenas a longevidade é influenciada: as populações que adotam este estilo de alimentação têm melhor saúde em geral.

A dieta Mediterrânea é reconhecida como patrimônio cultural intangível da humanidade pela UNESCO.

Anos extras

E por que eram necessários mais quatro estudos sobre a dieta Mediterrânea?

Porque os pesquisadores suecos queriam avaliar seus efeitos sobre pessoas de todas as idades.

Eles usaram o chamado "estudo H70", que acompanha pessoas por mais de 40 anos - agora elas estão na casa dos 70 anos de idade.

Os resultados mostram que as pessoas que adotaram um estilo de alimentação mais próximo da dieta Mediterrânea têm até 20% mais chances de viverem mais.

"Na prática, isto significa que as pessoas idosas que adotaram uma dieta Mediterrânea vivem de 2 a 3 anos mais do que as pessoas com dieta tipicamente ocidental," afirmou Gianluca Tognon, que liderou os estudos.

Qualquer idade

O segundo estudo fez o mesmo na Dinamarca, concluindo que a dieta Mediterrânea aumenta a longevidade.

O terceiro estudo acompanhou pessoas jovens, também na Suécia.

Finalmente, um estudo analisou os efeitos da dieta Mediterrânea sobre a saúde geral de crianças.

"A conclusão que podemos tirar desses estudos é que não há dúvida de que a dieta Mediterrânea está associada a uma melhor saúde, não só para os idosos, mas também para os jovens," afirmou Tognon.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Dietas e Emagrecimento

Qualidade de Vida

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão