Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

12/01/2015

Doença do Sono desconhecida esvazia vilarejo no Cazaquistão

Com informações da BBC

Doença do sono

Moradores de Kalachi, um vilarejo no norte do Cazaquistão, estão sendo realocados devido a uma misteriosa "doença do sono".

Eles vêm sofrendo, há dois anos, de uma doença inexplicável. A condição faz com que as pessoas adormeçam repentinamente. Muitas vezes, ficam assim por vários dias seguidos.

Os moradores afetados frequentemente reclamam de falta de memória e, em alguns casos, afirmam ter alucinações.

Mais de 100 casos foram notificados no vilarejo, que foi apelidado de "espírito dorminhoco". Algumas pessoas foram afetadas mais de uma vez.

A doença tem afetado adultos e crianças. "Se você tentar acordá-lo, parece que ele quer abrir os olhos, mas não consegue. Ele só dorme e dorme", contou em dezembro ao canal de TV Russia Today Igor Samusenko, cujo filho foi afetado pela doença.

Médicos ainda não foram capazes de descobrir o que está causando a doença, embora alguns especialistas tenham sugerido psicose em massa.

Algumas pessoas acham que o mal tem alguma relação com o fato de o vilarejo estar próximo a uma antiga mina de urânio, que encerrou as atividades há mais de duas décadas.

No entanto, de acordo com o canal russo, nenhuma anomalia foi encontrada em testes feitos com amostras de água do solo da aldeia.

Saindo do sono

Agora, líderes de distritos vizinhos estão se oferecendo para realocar os moradores de Kalachi, dando-lhes novas casas e empregos.

De acordo com Saule Agymbayeva, vice-chefe do distrito, a prioridade está sendo dada a famílias com filhos. Mais da metade dos 582 moradores do vilarejo planeja se mudar.


Ver mais notícias sobre os temas:

Sono

Qualidade de Vida

Contaminação

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ultrassom no 1º trimestre de gravidez pode agravar autismo

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão