Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

04/02/2013

Espinhos de ouriço deixam jovem em cadeira de rodas

Com informações da BBC

Espinho infeccionado

Um estudante britânico ficou paralisado depois de um acidente aparentemente simples com um ouriço.

Callum Hall, de 20 anos, estava de férias na ilha de Skiathos, na Grécia, em setembro de 2012, quando pisou acidentalmente em um ouriço enquanto mergulhava.

As perfurações dos espinhos do ouriço causaram uma infecção, que evoluiu para um caso mais grave e causou a paralisia.

"Lembro de ter pisado em algo e pensado: 'urgh, isto é muito afiado'", contou o estudante.

Hall voltou ao barco de onde tinha saltado para a água para verificar o que tinha acontecido.

"Três farpas estavam enfiadas no meu dedão", relembra. "Eu vi e pensei que eram farpas de madeira, tirei e continuei com minhas férias."

Abscesso

O estudante conta que não apresentou nenhum sintoma durante três semanas. Quando voltou para casa, em Leeds, acordou em uma manhã com uma "dor insuportável" nas costas.

Dez minutos depois, ele já não sentia nada do estômago para baixo.

"Eu estava com dificuldade para respirar", afirma. "Senti como se fosse morrer."

A infecção levou ao desenvolvimento de um abscesso na coluna de Hall. A área inflamada se rompeu e danificou os nervos.

Acredita-se que as chances de uma reação como a de Hall acontecer são de uma em cada 50 mil.


Ver mais notícias sobre os temas:

Acidentes

Infecções

Ossos e Articulações

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão