Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

01/03/2013

Espiritualistas e religiosos assumem posições políticas diferentes

Redação do Diário da Saúde

Espiritualidade e religião

Quando os campos do humano e do divino se cruzam, espiritualidade e religião são termos tão distintos quanto progressistas e conservadores.

Um novo estudo mostra que a forma de encarar o "mundo de Deus" determina como as pessoas agem em relação ao "mundo dos homens".

"Há grande sobreposição entre as crenças religiosas e as orientações políticas," explica Jordan Peterson, da Universidade de Toronto (Canadá).

"Descobrimos que as pessoas religiosas tendem a ser mais conservadoras, e as pessoas espirituais tendem a ser mais progressistas," diz ele.

"Enquanto a religiosidade é caracterizada por devoção a uma tradição específica, a um conjunto de princípios, ou código de conduta, a espiritualidade está associada com a experiência direta de autotranscendência e a sensação de que estamos todos conectados," esclarece Jacob Hirsh, principal autor do estudo.

Mentalidade inclusiva e igualitária

Para confirmar a relação entre crenças e orientações políticas, os pesquisadores fizeram com que voluntários, tanto religiosos, quanto espiritualistas, participassem de uma sessão de meditação transcendental, uma prática tipicamente espiritualista.

Após a prática, todos foram submetidos a testes para aferir suas atitudes políticas em relação a temas controversos.

"Induzir uma experiência espiritual através de um exercício orientado de meditação levou tanto progressistas quanto conservadores a apoiarem atitudes políticas mais progressistas," afirmam os autores.

"As experiências espirituais parecem fazer as pessoas se sentirem mais em uma conexão umas com as outras," analisa Hirsh.

"As fronteiras que normalmente mantemos entre nós mesmos e o mundo tendem a se dissolver durante as experiências espirituais. Estes sentimentos de autotranscendência tornam mais fácil reconhecer que todos nós fazemos parte do mesmo sistema, o que estimula uma mentalidade inclusiva e igualitária," acrescentou.

Equilíbrio necessário

Os pesquisadores esperam que essas descobertas não apenas aprofundem nossa compreensão da espiritualidade, mas também possam ajudar no diálogo político no futuro.

"A parte conservadora da crença religiosa tem desempenhado um papel importante na coesão das culturas e no estabelecimento de regras comuns. A parte espiritual, por outro lado, ajuda a renovar as culturas, adaptando-as a novas circunstâncias," analisa Peterson.

"Tanto direita quanto esquerda são necessárias. Não é que qualquer uma delas seja a correta, é que o diálogo entre elas produz a melhor probabilidade que temos de conseguir o equilíbrio adequado. Se as pessoas pudessem compreender que ambos os lados têm um papel importante a desempenhar na sociedade, seria possível eliminar um pouco da tensão desnecessária [entre os dois campos]," concluiu.


Ver mais notícias sobre os temas:

Espiritualidade

Sentimentos

Relacionamentos

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?