Estatura média dos homens aumentou 11 cm desde 1870

A altura média dos homens aumentou quase 11 centímetros desde a metade do século 19.

Os dados foram coletados de centenas de milhares de homens de 15 países europeus.

O estudo, publicado na revista científica Oxford Economic Papers, analisou dados de diversas fontes, desde registros militares a pesquisas e censos populacionais entre 1870 e 1980 na Europa.

O único dado estudado foi a altura dos homens, porque há poucos registros históricos sobre mulheres no período.

Entre os britânicos, por exemplo, a altura média aos 21 anos aumentou de 167,05 centímetros, no período entre 1871 e 1875, para 177,37 centímetros, exatamente um século depois.

Mas os aumentos foram ainda maiores nos países do sul da Europa, onde a melhoria na qualidade de vida é mais recente.

Além dos genes

A herança genética é geralmente vista como o principal fator que determina a altura.

Mas, apesar de os genes explicarem diferenças entre os indivíduos, eles não conseguem descrever o que acontece em termos de tendência de população.

Segundo os pesquisadores, o crescimento é muito afetado pelo que acontece nos primeiros dois anos de vida.

No passado, um alto índice de doenças - como respiratórias ou diabetes - provocava muitas mortes entre crianças, mas também afetava as que sobreviviam. Isso afetava o seu crescimento.

Outro fator é a diminuição no número de pessoas por família. O maior poder aquisitivo das pessoas, melhores condições de higiene e melhor educação das famílias tiveram efeito combinado no aumento da altura média dos homens, na avaliação dos cientistas.


Ver mais notícias sobre os temas:

Ossos e Articulações

Qualidade de Vida

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.