Exame com luz detecta indicador de câncer de próstata

Exame com luz detecta indicador de câncer de próstata
Níveis de citratos medidos utilizando a nova técnica por luz.
[Imagem: Durham University]

Detectando citratos

Pesquisadores ingleses desenvolveram uma nova técnica que utiliza luz para medir o nível de um composto que indica a presença de tumores na próstata. A técnica poderá servir de base para um exame que, no futuro, indicará a presença do câncer de forma simples e rápida e, sobretudo, precisa.

A técnica mede alterações no comprimento de onda da luz quando ela atravessa uma amostra de fluido corporal, detectando os níveis de compostos químicos conhecidos como citratos.

Os níveis de citratos na próstata diminuem à medida que o câncer se desenvolve. "Os citratos representam um marcador significativo para a doença que poderá oferecer um método seguro para o rastreamento e a detecção do câncer de próstata e para o monitoramento de pessoas com a doença," explica o Dr. David Parker, da Universidade de Durham.

Citrato e lactato

Além de permitir a criação de um exame que possa ser feito rapidamente para detecção do câncer de próstata, a nova técnica à base de luz também poderá ser adaptada para a identificação de outras moléculas e para a detecção de outras doenças.

Os pesquisadores analisaram a luz atravessando mais de 100 diferentes estruturas químicas para confirmar o funcionamento do método e verificar a presença de importantes compostos bioativos. Eles analisaram sobretudo como o citrato e o lactato ligam-se a estruturas luminescentes no interior de fluidos.

Os citratos e os lactatos são elementos essenciais para o metabolismo e o funcionamento normal do organismo. O citrato fornece energia para as células e a quantidade dessa substância encontrada na próstata varia consideravelmente em reação a uma enzima chamada m-aconitase, que é responsável pelo seu processamento. Esta enzima é muito sensível ao zinco e, nos indivíduos acometidos pelo câncer de próstata, os níveis de zinco caem e a enzima reaparece.

Protótipo do exame de citrato

"Como as concentrações de nitrato decaem significativamente no início da malignidade do câncer, esta técnica permite analisar o que está acontecendo rapidamente nos estágios iniciais e tratáveis do câncer de próstata. Ela é muito promissora como técnica clínica," disse o Dr. Leslie Costello, outro participante da pesquisa.

A detecção do marcador do câncer de próstata utilizando luz exige apenas um microlitro de fluido. Usando amostras de voluntários, os cientistas desenvolveram um aparelho de exames portátil que dá resultados em apenas 3 minutos.

Agora os pesquisadores vão estudar o rendimento e a precisão do novo exame usando outros fluidos corporais. A maior expectativa é pela utilização do líquido seminal, que tem 50% de fluido prostático em sua composição.

Depois da checagem dos resultados iniciais, o aparelho deverá passar pela avaliação das autoridades de saúde, antes que possa ser disponibilizado comercialmente.


Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Fotônica

Câncer

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.