Grávidas devem evitar contato com gripados no trabalho

Grávidas devem evitar contato com gripados no trabalho
Se não for possível transferir as mulheres grávidas para ambientes sem contato com pessoas gripadas, devem ser estudadas alternativas para seu afastamento do trabalho.
[Imagem: Inferis]

Risco da gripe A para grávidas

A Secretaria de Estado da Saúde decidiu recomendar restrições para as mulheres grávidas em seu ambiente de trabalho. A medida visa prevenir casos de infecção pelo vírus da gripe A H1N1, popularmente conhecida como gripe suína, entre as gestantes, que fazem parte do grupo de maior risco de morbi-mortalidade pela doença.

Dos 69 óbitos registrados pela nova gripe no Estado de São Paulo até o dia 7 de agosto, 13 foram de mulheres grávidas. A Secretaria ainda estuda o motivo pelo qual a mortalidade tem sido alta entre as gestantes, mas um dos possíveis fatores é a redução da imunidade entre essas pacientes, além de diminuição da capacidade pulmonar, especialmente nos três últimos meses de gestação.

Grávidas no setor de saúde e nas escolas

Recomenda-se que hospitais e demais serviços de saúde, das redes pública e privada, efetuem a transferência temporária de funcionárias grávidas para outros setores, cujas atividades sejam de menor risco e onde não haja contato com pacientes portadores de síndrome gripal.

Do mesmo modo, os estabelecimentos de ensino (escolas, centros de educação infantil e creches, dentre outros) devem transferir temporariamente as gestantes para outros setores que não tenham presença de alunos gripados.

A Secretaria recomenda, ainda, que na impossibilidade de transferência, as instituições estudem alternativas legais de afastamento temporário das gestantes.

Cuidados adicionais para as grávidas

Outros estabelecimentos que possuem funcionárias gestantes também ficam orientados a adotar medidas para reduzir o risco de infecção pela gripe A H1N1, minimizando a exposição dessas mulheres a pessoas com quadros gripais e promovendo condições adequadas para a adoção de medidas preventivas, como higienização das mãos, limpeza e ventilação do ambiente, entre outras ações.

Outra recomendação da Secretaria da Saúde é para que gestantes saudáveis evitem situações que facilitem a exposição ao vírus Influenza, como o contato com pessoas doentes e aglomerações por tempo prolongado, dentre outras.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Epidemias

Trabalho e Emprego

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.