Gravidez: As percepções da concepção

Preocupações não compartilhadas

A decisão de engravidar é uma decisão para a vida toda. Mas, de forma não muito surpreendente, isso parece ser uma verdade muito maior para as mulheres do que para os futuros pais.

Quando decidem engravidar, as mulheres se preocupam muito mais com a própria fertilidade do que os homens - ainda que a metade dos problemas de fertilidade seja deles.

Nada menos do que 42% das mulheres revelaram ter ficado "obcecadas" em ficar grávidas assim que decidiram ter um filho.

Mas apenas 10% dos seus parceiros compartilharam dessa obsessão.

E, quando as coisas não acontecem no ritmo esperado, as mulheres são as primeiras a procurar auxílio médico.

Contagem de espermatozoides

Mas, segundo o Dr. John Herr, da Universidade da Virgínia (EUA), o mais natural seria que o homem fosse ao médico primeiro, uma vez que metade dos casos da não-concepção deve-se a uma baixa contagem de espermatozoides.

"Muitos homens ficam relutantes ou embaraçados em ir ao médico fazer uma contagem de esperma, mesmo se isto significar que sua parceira vai ela própria fazer exames e, eventualmente, começar tratamentos de fertilidade," diz a Dra. Pamela Madsen, coautora do estudo.

Os médicos afirmam esperar que isso possa mudar, contribuindo para o bem-estar tanto do homem quanto da mulher, com a chegada ao mercado de um teste de contagem de espermatozoides que pode ser feito em casa.

O estudo mostrou que 8 em cada 10 homens que estão planejando ter filhos assumem que eles próprios são férteis.

Enquanto 43% deles acreditam que suas parceiras gostariam de saber se sua contagem de esperma é normal, o número sobe para 67% quando a pergunta é feita diretamente à mulher.

Preocupações sobre a fertilidade

Veja abaixo algumas das principais conclusões deste estudo sobre a fertilidade de homens e mulheres.

Um pouco menos da metade (44%) daqueles que querem ter filhos estão preocupados se conseguirão ter um quando decidirem porque ficaram tentando evitar a gravidez durante anos.

Mais da metade (59%) afirma que não vão contar aos outros que estavam tentando engravidar se não conseguirem.

Quase metade (49%) das mulheres que demoraram mais do que o esperado para engravidar afirmam que seu parceiro não se preocupou em fazer uma contagem de esperma.

23% das mulheres que estavam tentando engravidar afirmaram que não procuraram informações ou auxílio médico para seu parceiro quando a gravidez começou a demorar muito para acontecer.

Mais de um quarto (27%) daquelas que planejam engravidar disseram-se embaraçados em discutir a fertilidade com a família e com amigos, e um número similar, 23%, disse que seu parceiro ficava desconfortável em discutir questões sobre fertilidade masculina.

Percepções sobre a concepção

As percepções sobre a concepção antes (planejando/tentando ficar grávida) e depois (após o nascimento do filho), variaram largamente.

A questão era como a fertilidade e a concepção afetaria o relacionamento do casal.

  Antes Depois
O parceiro me dará apoio 90% 76%
O relacionamento ficará mais forte 80% 64%
O parceiro sabe como me apoiar 74% 61%
O parceiro está entusiasmado com a gravidez 92% 80%
O parceiro irá me deixar se eu não engravidar 11% 4%


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Relacionamentos

Sexualidade

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.