Instrumento manual alcança precisão de robô cirurgião

Instrumento manual alcança precisão similar a robô cirurgião
As pinças, apesar de longas, são acionadas com a precisão dos dedos do cirurgião.
[Imagem: Austin Thomason/Univ. Michigan]

Melhor que robô cirurgião

Os cirurgiões agora podem usar um novo tipo de instrumento mecânico para realizar procedimentos complexos de forma minimamente invasiva.

De acordo com seus criadores, o instrumento manual para realizar cirurgias laparoscópicas fornece os mesmos tipos de benefícios que a cirurgia auxiliada por robôs, incluindo a precisão e uma maior funcionalidade, mas a um custo muito mais baixo.

Esse custo mais baixo pode resultar em novas capacidades para hospitais menores e centros de pronto atendimento que não podem arcar com os caros sistemas robotizados.

A tecnologia fornece aos cirurgiões um maior grau de destreza e controle intuitivo do que os instrumentos laparoscópicos tradicionais, de acordo com seus criadores. Shorya Awtar, professor de engenharia, e James Geiger, cirurgião, ambos da Universidade de Michigan (EUA), já criaram sua empresa, a FlexDex, para comercializar o invento.

Os instrumentos laparoscópicos tradicionais normalmente requerem um treinamento intensivo e podem ser difíceis e cansativos de usar, aumentando o tempo de cirurgia.

"Durante décadas, os cirurgiões e a direção dos hospitais assumiram que devia haver uma troca em relação aos instrumentos minimamente invasivos. Se você quisesse acessibilidade, usaria os tradicionais instrumentos manuais. Se você quisesse funcionalidade, precisaria pagar um preço mais elevado por um sistema de cirurgia robótica. Eu estava convencido de que havia uma solução melhor," disse Awtar.

Instrumento manual alcança precisão similar a robô cirurgião
O instrumento manual é baseado em pesquisa fundamental de engenharia e fornece uma funcionalidade similar à de um robô a um custo mais baixo em comparação com os sistemas atuais de cirurgia robótica.
[Imagem: Austin Thomason/Univ. Michigan]

Extensão da mão

Inspirados pela natureza, a dupla incorporou estruturas sem juntas que permitiram fazer um projeto mecânico mais simples, mas que proporcionou um movimento suave e preciso, não encontrado em nenhum equipamento similar. Na prática, o cirurgião sente o instrumento como uma extensão do próprio corpo.

Isto foi possível porque o projeto partiu de uma representação abstrata, conhecida como um mapa de restrição, do movimento do braço de uma pessoa - do ombro ao cotovelo, passando pelo antebraço e pulso até chegar aos dedos - com uma representação de cada junta.

Os movimentos de cada articulação foram mapeados e então estendidos como uma projeção para além da mão, criando os movimentos das "articulações estendidas" no instrumento. Com isto, mover as pinças de precisão do instrumento parece tão simples quanto mover os dedos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Robótica

Cirurgias

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.