Intoxicação por carne de baiacu tem alta taxa de mortalidade

Intoxicação por carne de baiacu tem alta taxa de mortalidade
O baiacu é muito conhecido por sua característica de ingerir água ou ar e aumentar o volume corporal quando ameaçado por predadores.
[Imagem: Unesp]

Baiacu

O baiacu, ou peixe-bola (pufferfish, boxfish) é um peixe ósseo muito conhecido por sua característica de ingerir água ou ar e aumentar o volume corporal quando ameaçado por predadores.

Existem cerca de 120 espécies e a maioria delas é encontrada em regiões tropicais e subtropicais, incluindo espécies fluviais.

O mais preocupante, contudo, é que os baiacus são considerados animais venenosos devido ao fato de poderem armazenar tetrodotoxina (Ttx) e outras neurotoxinas. A Ttx é toxina letal provavelmente sintetizada pelas bactérias contidas nos alimentos ingeridos pelos peixes.

"Ela é acumulada e utilizada como arma de defesa", explica o Dr. Vidal Haddad Júnior, professor da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu, e autor de diversos trabalhos científicos sobre o tema.

"Mais do que relatar casos ou fazer discussões acadêmicas, as pesquisas têm por finalidade mostrar que não é só no Japão que pessoas morrem por comer carne de peixes-bola [50 mortes anuais]. Um alerta sobre o tema pode elevar o nível de informação no país e mostrar que não apenas pescadores se intoxicam, ocorrendo casos em vítimas que compram o peixe em mercados", diz o professor.

Sintomas do envenenamento por baiacu

Os sintomas geralmente se iniciam dentro de 6 horas, mas em alguns pacientes podem demorar até 20 horas para se manifestarem. Parestesias periorais, fraqueza da musculatura facial e extremidades, dor abdominal, sialorreia, náuseas, vômitos e diarreia surgem precocemente.

Os pacientes podem apresentar disfunção motora com fraqueza muscular, hipoventilação e disartria. Um quadro de paralisia ascendente ocorre de 4 a 24 horas e paralisia nas extremidades é seguida por paralisia nos músculos respiratórios.

Pacientes com intoxicações graves podem apresentar coma profundo, pupilas fixas e não reativas, apneia e ausência de reflexos do tronco encefálico.

Os acidentados que sobrevivem à fase aguda da intoxicação (primeiras 24h), geralmente se recuperam sem sequelas, mas a melhora definitiva pode levar dias para ocorrer. O diagnóstico é baseado na história clínica e no relato de consumo alimentar.

Não há antídoto para a Ttx e o tratamento é voltado aos sinais e sintomas manifestados. Medidas de desintoxicação como lavagem gástrica e carvão ativado podem ser úteis em fases iniciais. Em casos graves, deve-se utilizar a ventilação mecânica e medicações ionotrópicas.

Tetrodotoxina

A intoxicação por baiacus possui alta taxa de mortalidade.

A tetrodotoxina é encontrada nas vísceras (especialmente gônadas, fígado e baço) e na pele do peixe. É uma toxina termoestável, que não sofre ação do cozimento, lavagem ou congelamento.

O nível da toxina é sazonal, e as maiores concentrações são encontradas nas fêmeas no pico da época reprodutiva, fazendo com que a ingestão dos peixes seja mais perigosa no momento anterior e durante o período reprodutivo.

A morte pode ocorrer devido a paralisia muscular, depressão respiratória e falência circulatória.

A toxina age bloqueando o lócus extracelular dos receptores de sódio, impedindo a despolarização e a propagação do potencial de ação nas células nervosas. Esta ação ocorre nos nervos periféricos motores, sensoriais e autonômicos. A toxina tem ainda ação depressora no centro respiratório e vasomotor do tronco encefálico.


Ver mais notícias sobre os temas:

Intoxicação

Alimentação e Nutrição

Prevenção

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.