Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

31/03/2015

Lâmpadas de LED devem ser adaptadas para evitar insetos

Redação do Diário da Saúde
Lâmpadas de LED devem ser adaptadas para evitar insetos
Insetos coletados pela equipe durante os experimentos com lâmpadas de LED.[Imagem: Travis Longcore]

Há uma preocupação crescente de que a iluminação artificial possa estar nos deixando doentes.

E parece que as lâmpadas mais modernas, à base de LEDs, também são mais eficientes em sua capacidade em atrair insetos.

Ímãs para insetos

Pelo que mostram os primeiros estudos na área, as lâmpadas mais modernas podem ser verdadeiros "ímãs para insetos causadores de doenças".

Isto significa que o tipo de lâmpada que você usa em casa pode realmente aumentar o risco de sua família contrair doenças transmitidas por vetores como a leishmaniose, malária, Chagas, dengue e outras.

O problema é, mais uma vez, a qualidade da luz emitida, particularmente alguns comprimentos de onda reconhecidos pelo olho humano como azuis - tonalidades de azul - mas muito atraentes para os insetos.

Ajustar os LEDs

Travis Longcore e sua equipe da Universidade do Sul da Califórnia (EUA) revelam que o que mais importa não é o quão brilhante é a lâmpada, mas quais comprimentos de onda - a cor - que ela emite.

Eles recomendam que os fabricantes de LEDs ajustem suas lâmpadas para que elas sejam menos atraentes para determinadas espécies de insetos, mas isso exigirá estudos de campo que determinem quais tonalidades devem ser eliminadas.

Em um período de pouco mais de um mês, a equipe coletou 5.579 insetos nas suas "armadilhas" de lâmpadas. A ordem Diptera, a que pertencem os mosquitos e pernilongos, representou 67,5% de todos os insetos capturados nas lâmpadas à base de LEDs.

Entre os insetos coletados, a equipe identificou e citou estudos que demonstram sua associação com doenças como leishmaniose, malária, Chagas, dengue e febre chikungunya.

Lâmpadas anti-insetos

Em um projeto de pesquisa em conjunto com engenheiros da Philips (Holanda) a equipe já está tentando reduzir o número de insetos que as lâmpadas de LED atraem.

Os primeiros protótipos já estão prontos, e foram comparados com lâmpadas de LED comerciais, lâmpadas fluorescentes compactas e um controle sem lâmpada.

Por enquanto, as lâmpadas ajustadas conseguiram reduzir a atração de insetos em apenas 20%.


Ver mais notícias sobre os temas:

Higiene Pessoal

Infecções

Olhos e Visão

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento