Lanche rico em proteína ajuda controlar apetite

Lanche rico em proteína ajuda controlar apetite
Os lanches ricos em proteína melhoram determinados aspectos do humor e da função cognitiva.
[Imagem: University of Missouri University of Missouri]

Aperitivos do bem

Aperitivos e salgadinhos não parecem ter amigos ou aliados entre médicos e nutricionistas, sobretudo porque eles induzem a comer mais do que o necessário ou desejável.

Contudo, comer um lanche rico em proteínas no meio da tarde pode melhorar o controle do apetite dos adolescentes.

Comer o lanchinho à tarde, particularmente alimentos à base de soja, com alto teor de proteína, reduz o apetite no restante do dia, deixando o apetite para o jantar e, por decorrência, reduzindo os lanches noturnos.

"Nossa pesquisa mostrou que comer lanches ricos em proteínas na parte da tarde ajuda os adolescentes a melhorar a qualidade de suas dietas, bem como o controle do apetite," resume a Dra. Heather Leidy, da Universidade de Missouri (EUA).

A pesquisadora afirma que a conclusão é importante porque as refeições comuns não parecem cativar muito os adolescentes, que preferem as chamadas "comidas porcaria" - ricas em gordura, sal ou açúcar - sobretudo do meio da tarde para a frente.

Lanche com proteína

As grandes responsáveis pela diferença entre os aperitivos comuns e um lanchinho saudável parecem ser as proteínas.

"Além disso, também descobrimos que os lanches ricos em proteína melhoram determinados aspectos do humor e da função cognitiva," disse Leidy.

Para isso, as mães deverão ser criativas, já que os pesquisadores usaram pudim de soja em seus experimentos com os adolescentes, um produto que não se encontra pronto no mercado.

"Nosso estudo demonstrou que os efeitos positivos sobre o apetite e a saciedade podem ser estendidos para o consumo de outros produtos de soja ricos em proteínas," disse a pesquisadora.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Conservação de Alimentos

Dietas e Emagrecimento

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.