Identificada nova cepa de bactéria multirresistente

Resistente a multidrogas

Um estudo internacional identificou o surgimento de uma nova cepa de Salmonella altamente resistente a múltiplos antibióticos.

Essa nova linhagem tem um alto nível de resistência à ciprofloxacina, um tratamento comum para infecções graves por Salmonella.

As infecções por Salmonella representam um importante problema mundial de saúde pública.

Embora a maioria dessas infecções produza apenas gastroenterite leve, idosos e imunodeprimidos são particularmente susceptíveis de infecções potencialmente fatais.

Estes casos são geralmente tratados com antibióticos chamados fluoroquinolonas, como a ciprofloxacina.

Infecções internacionais

François-Xavier Weill e Simon Le Hello, do Instituto Pasteur, na França, estudaram as informações dos sistemas nacionais de vigilância na França, Inglaterra, País de Gales, Dinamarca e Estados Unidos.

Os dados mostraram que uma cepa de Salmonella resistente a multidrogas, conhecida como S. Kentucky, infectou 489 pacientes na França, Inglaterra, País de Gales e Dinamarca entre 2000 e 2008.

Além disso, os pesquisadores relataram que as primeiras infecções foram adquiridas principalmente no Egito, entre 2002 e 2005, enquanto desde 2006 as infecções também venham sendo adquiridas em várias partes da África e do Oriente Médio.

A falta de relatos de viagens internacionais em cerca de 10 por cento dos pacientes sugere que as infecções também podem ter ocorrido na Europa através do consumo de alimentos contaminados importados ou por meio de contaminações secundárias.

Aves africanas

Neste estudo, a multirresistente S. Kentucky foi isolada de galinhas e perus da Etiópia, Marrocos e Nigéria, o que sugere que as aves são um importante agente de infecção.

O uso comum de fluoroquinolonas em frangos e perus na Nigéria e no Marrocos podem ter contribuído para essa rápida difusão.


Ver mais notícias sobre os temas:

Bactérias

Infecções

Medicamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.