Pesquisa sugere técnica para melhorar decisões individuais

Sabedoria das multidões

Mentalidade de rebanho. Multidão raivosa. Histeria das massas. Como essas expressões sugerem, nós nem sempre temos confiança em que um grupo de pessoas conseguirá chegar às decisões mais inteligentes.

Assim, pode ser surpreendente saber que numerosos estudos têm demonstrado que um grande número de pessoas normalmente dá respostas mais precisas a questões propostas, em comparação com indivíduos isolados.

Tomar a média das respostas oferecidas por um grupo de pessoas aumenta a precisão pelo cancelamento de um grande número de erros feitos por indivíduos, como a superestimativa ou a subestimação da resposta.

Autoalavancagem dialética

O que acontece quando somos deixados por nossa própria conta? O que acontece se não houver ninguém ao redor para pedir uma opinião antes de fazer um julgamento? Como podemos ter confiança em que estamos dando uma boa resposta?

Os psicólogos Stefan M. Herzog e Ralph Hertwig, da Universidade de Bazel, na Suíça, queriam saber se os indivíduos poderiam oferecer respostas melhores usando uma técnica que desenvolveram e chamaram de "autoalavancagem dialética."

A autoalavancagem dialética é um método por meio do qual uma mente individual tira uma média de seus próprios conflitos de opinião, simulando uma "sabedoria da multidão." Em outras palavras, a autoalavancagem dialética permite que diferentes opiniões sejam criadas e combinadas na mesma mente.

Média das decisões é melhor que as decisões isoladas

Por exemplo, neste estudo pediu-se aos participantes para identificar datas de vários eventos históricos. Depois de darem suas respostas iniciais, os participantes foram levados a pensar em razões pelas quais suas respostas poderiam estar erradas e então lhes foi pedido para oferecer uma segunda alternativa - uma resposta dialética.

Os resultados, publicados na revista Psychological Science, revelam que a média entre a primeira resposta e a segunda resposta dos participantes está muito mais próxima da resposta correta, quando comparada com a primeira resposta isolada.

Além disso, o método de autoalavancagem dialética - isto é, pensar sobre por que sua própria resposta pode estar incorreta e então tirar médias das estimativas - resulta em respostas mais precisas em comparação com simplesmente fazer uma segunda tentativa pela consideração de que a primeira resposta poderia estar errada.

Melhorando as próprias respostas

Estas descobertas sugerem que a autoalavancagem dialética pode ser uma estratégia efetiva para nos ajudar a chegar a melhores respostas em muitos tipos de problemas. Os pesquisadores salientam que, embora possa ser frustrante ficar entre duas repostas diferentes, "como a autoalavancagem dialética ilustra, tornar-se duas mentes pode também dar uma vantagem real à pessoa."

"Uma vez aprendida a ferramenta, as pessoas poderiam aproveitá-la para aumentar a precisão das suas estimativas em uma vasta gama de domínios," concluem os pesquisadores.


Ver mais notícias sobre os temas:

Mente

Educação

Memória

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.