Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

16/03/2016

57 pesticidas diferentes estão matando abelhas

Redação do Diário da Saúde
57 pesticidas diferentes estão matando abelhas
As abelhas polinizam mais de 80% das culturas agrícolas e das plantas selvagens. [Imagem: Wikimedia/Ton Rulkens]

Distúrbio do Colapso das Colônias

Um novo método para a detecção de uma ampla gama de pesticidas nas abelhas está ajudando a desvendar o mistério por trás do declínio generalizado na população de abelhas melíferas nos últimos anos - e poderá ajudar a desenvolver uma abordagem para salvá-las.

As abelhas estão sob ameaça em todo o mundo: nos EUA, quedas dramáticas nas populações de abelhas devido a uma condição chamada "Distúrbio do Colapso das Colônias" continua a colocar várias culturas agrícolas em risco.

"A saúde das abelhas é um assunto de preocupação pública - abelhas são consideradas criticamente importantes para o meio ambiente e para a agricultura, polinizando mais de 80% das culturas agrícolas e das plantas nativas," explica Tomasz Kiljanek, do Instituto Nacional de Investigação Veterinária da Polônia.

Envenenamento de abelhas

Os pesquisadores poloneses desenvolveram um método para analisar 200 pesticidas ao mesmo tempo, para tentar descobrir o que está realmente colocando as abelhas em risco.

A aplicação da nova técnica, feita inicialmente na Europa, mostrou que as abelhas estão sendo envenenadas com até 57 pesticidas diferentes.

A equipe investigou mais de 70 casos de envenenamento de abelhas, e os dados mostraram que certas combinações de pesticidas, ou a sua utilização prolongada, podem afetar as abelhas de diferentes maneiras.

"Os incidentes de envenenamento das abelhas são a ponta do iceberg. Mesmo em níveis muito baixos, os pesticidas podem enfraquecer os sistemas de defesa das abelhas, permitindo que parasitas ou vírus matem a colônia," concluiu a equipe.

Pesticidas e abelhas

A União Europeia proibiu recentemente o uso de uma classe de pesticidas conhecidos como neonicotinoides. A medida veio depois que vários estudos mostraram uma ligação entre o uso de pesticidas e a morte das abelhas.

Mas parece não ser tão simples quanto proibir um único pesticida que seria responsável pelo problema: a relação entre o uso de pesticidas e a morte das abelhas é complexo e os cientistas ainda estão tentando descobrir exatamente o que está acontecendo.


Ver mais notícias sobre os temas:

Contaminação

Alimentação e Nutrição

Drogas Lícitas

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão