Consistência mundial: Radares e câmeras reduzem acidentes e mortes

Pesquisa mundial

Colocar radares e câmeras de vigilância nas estradas reduz de fato o número de acidentes rodoviários e de mortes e ferimentos causados por esses acidentes.

A conclusão é de uma equipe de pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália, que revisou pesquisa feitas em todo o mundo. Os resultados acabam de ser publicados na Biblioteca Cochrane.

Depois de pesquisar a literatura mundial sobre o assunto, foram identificados 35 estudos relevantes sobre o assunto.

"Embora haja variação nos resultados, a conclusão geral é clara - radares de velocidade reduzem as lesões e as mortes," diz a pesquisadora Cecília Wilson.

Efeitos dos radares e câmeras

Em comparação com as observações de controle, a velocidade média caiu nas estradas onde os radares e câmeras de vigilância estavam instalados.

Mas, mais importante do que isso, caíram a porcentagem de veículos que ultrapassaram os limites de velocidade locais, o número de acidentes nas áreas das câmeras e radares, assim como o número de pessoas mortas ou feridas nesses trechos.

Outra conclusão dos estudos revisados é que a velocidade é uma questão crítica.

Dirigir a velocidades superiores ao limite estabelecido para a estrada, ou rápido demais para as condições existentes, aumenta o risco de acidentes e também a possibilidade de os acidentes causarem ferimentos mais graves.

"Mesmo que alguns dos estudos não tenham sido conduzidos com tanto cuidado quanto os demais, a consistência na redução da velocidade dos veículos, dos acidentes, dos ferimentos e das mortes nos locais onde os radares estavam operando mostra que esses equipamentos fazem um bom trabalho," disse Wilson.

Prevenção dos acidentes de trânsito

A pesquisadora assinala que nenhum dos estudos publicados foi realizado em países de baixa renda, onde ocorre a maioria dos acidentes, e apela para novas pesquisas nesse âmbito.

A Organização Mundial da Saúde prevê que, até 2020, os acidentes de trânsito terão passado de nono para terceiro no ranking das causas de má saúde.

As câmeras de vigilância e os radares de velocidade são uma das medidas que as autoridades podem usar para reduzir a velocidade do tráfego, na esperança de prevenir as lesões causadas pelos acidentes rodoviários.


Ver mais notícias sobre os temas:

Acidentes

Prevenção

Saúde Pública

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.