Tatuagem eletrônica vai monitorar gravidez em tempo real

Tatuagem eletrônica vai monitorar gravidez em tempo real
Os sinais coletados da mãe poderão ser transmitidos periodicamente ao médico por meio de um telefone celular.
[Imagem: Todd Coleman/UC San Diego]

Qualidade da gravidez

Há cerca de um mês, pesquisadores anunciaram a criação de curativos eletrônicos, capazes de monitorar e eventualmente cuidar da saúde.

A inovação chamou a atenção da Fundação Bill & Melinda Gates, que quer adaptá-la para monitorar a "qualidade da gravidez", o que inclui a saúde da mãe e do bebê ainda no útero.

São circuitos eletrônicos flexíveis, que seu criador, Dr. John Rogers, chamou de eletrônica epidermal.

Eles são aplicados diretamente sobre a pele, como as tatuagens usadas pelas crianças, usando água e descolando-se de um plástico de suporte.

Monitor contínuo de gravidez

O Dr. Rogers uniu-se a uma equipe multidisciplinar, formada por médicos e bioengenheiros, para aprimorar o aparelho, que eles já batizaram de "monitor contínuo de gravidez".

Em uma primeira etapa, a tatuagem eletrônica deverá monitorar as contrações uterinas, os batimentos cardíacos do feto, o oxigênio disponível para o bebê, assim como a temperatura corporal e os batimentos cardíacos da mãe.

"Nosso objetivo é detectar com precisão os sinais e os sintomas do início de um trabalho de parto prematuro, de forma confiável e não-invasiva," disse o Dr. Gladys Ramos, membro da equipe.

Os sinais coletados da mãe poderão ser transmitidos periodicamente ao médico por meio de um telefone celular.

Em uma segunda etapa, a equipe pretende adicionar sensores capazes de monitorar continuamente detalhes específicos das gravidezes de alto risco.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Sensores

Equipamentos Médicos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.