Comprador compulsivo necessita de tratamento específico

Vício de comprar

O ato de comprar compulsivamente é um distúrbio psicológico que possui características diferentes das observadas em portadores de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e do Transtorno Bipolar.

É o que revela uma pesquisa da Faculdade de Medicina da USP.

Devido aos sintomas distintos apontados pelos compradores compulsivos, o estudo da psicóloga Tatiana Zambrano Filomensky defende o desenvolvimento de novos tratamentos voltados especificamente aos portadores do distúrbio, em vez da aplicação dos métodos utilizados nos pacientes de TOC e Transtorno Bipolar.

Instabilidade afetiva

Segundo a psicóloga, a instabilidade afetiva dos portadores de transtorno bipolar pode levá-los a comprar compulsivamente no estado de mania.

"Entretanto, nos compradores compulsivos, não é a perda de regulação do humor que os leva a comprar", ressalta. "A única aproximação verificada entre portadores de TOC e compradores compulsivos é a aquisição compulsiva, sintoma que está relacionado com o transtorno de armazenamento compulsivo ou hoarding", conta Tatiana.

"Apesar dessa interface, as características mais comuns apontadas nos dois transtornos são muito diferentes," afirma.

De acordo com a psicóloga, as principais características dos compradores compulsivos revelam sintomas próprios, independentes dos verificados em outros transtornos.

"Isso deve ser considerado pela Medicina para desenvolver tratamentos específicos para a compra compulsiva", ressalta Tatiana, "e não aplicar os métodos já utilizados nos pacientes de TOC e Transtorno Bipolar".

Satisfação de comprar

A partir de questionários aplicados em pacientes, a pesquisa verificou que a principal característica do comprar compulsivo é uma falha em resistir ao impulso de comprar, que pode gerar prejuízos pessoais, financeiros e familiares.

"O paciente apresenta uma deficiência no planejamento de suas ações e impulso de aquisição excessiva", descreve Tatiana. "Desta forma, o comprador compulsivo não pensa nas consequências dos seus atos a longo prazo, levando em conta apenas a satisfação do momento de comprar".

Entre os portadores de TOC, as características mais apontadas na pesquisa foram a repetição constante dos gestos de lavagem (preocupação com contaminação) e checagem.

"No caso do Transtorno Bipolar, foram estudados os portadores do Tipo 1, o mais clássico, em que os períodos de mania e depressão são mais definidos, evitando a possibilidade de erro diagnóstico", afirma Tatiana.

"O gasto excessivo é um dos sintomas do estágio de mania, que é o período de maior agitação e euforia nos bipolares," completa.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vícios

Comportamento

Psicoterapia

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.