Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

29/02/2012

Comprador compulsivo necessita de tratamento específico

Com informações da Agência USP

Vício de comprar

O ato de comprar compulsivamente é um distúrbio psicológico que possui características diferentes das observadas em portadores de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e do Transtorno Bipolar.

É o que revela uma pesquisa da Faculdade de Medicina da USP.

Devido aos sintomas distintos apontados pelos compradores compulsivos, o estudo da psicóloga Tatiana Zambrano Filomensky defende o desenvolvimento de novos tratamentos voltados especificamente aos portadores do distúrbio, em vez da aplicação dos métodos utilizados nos pacientes de TOC e Transtorno Bipolar.

Instabilidade afetiva

Segundo a psicóloga, a instabilidade afetiva dos portadores de transtorno bipolar pode levá-los a comprar compulsivamente no estado de mania.

"Entretanto, nos compradores compulsivos, não é a perda de regulação do humor que os leva a comprar", ressalta. "A única aproximação verificada entre portadores de TOC e compradores compulsivos é a aquisição compulsiva, sintoma que está relacionado com o transtorno de armazenamento compulsivo ou hoarding", conta Tatiana.

"Apesar dessa interface, as características mais comuns apontadas nos dois transtornos são muito diferentes," afirma.

De acordo com a psicóloga, as principais características dos compradores compulsivos revelam sintomas próprios, independentes dos verificados em outros transtornos.

"Isso deve ser considerado pela Medicina para desenvolver tratamentos específicos para a compra compulsiva", ressalta Tatiana, "e não aplicar os métodos já utilizados nos pacientes de TOC e Transtorno Bipolar".

Satisfação de comprar

A partir de questionários aplicados em pacientes, a pesquisa verificou que a principal característica do comprar compulsivo é uma falha em resistir ao impulso de comprar, que pode gerar prejuízos pessoais, financeiros e familiares.

"O paciente apresenta uma deficiência no planejamento de suas ações e impulso de aquisição excessiva", descreve Tatiana. "Desta forma, o comprador compulsivo não pensa nas consequências dos seus atos a longo prazo, levando em conta apenas a satisfação do momento de comprar".

Entre os portadores de TOC, as características mais apontadas na pesquisa foram a repetição constante dos gestos de lavagem (preocupação com contaminação) e checagem.

"No caso do Transtorno Bipolar, foram estudados os portadores do Tipo 1, o mais clássico, em que os períodos de mania e depressão são mais definidos, evitando a possibilidade de erro diagnóstico", afirma Tatiana.

"O gasto excessivo é um dos sintomas do estágio de mania, que é o período de maior agitação e euforia nos bipolares," completa.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vícios

Comportamento

Psicoterapia

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?