Uvas e vinho tinto ajudam a queimar gordura

Uvas e vinho tinto ajudam a queimar gordura
O Dr. Neil Shay retirou os compostos químicos de uvas roxas moídas.
[Imagem: Lynn Ketchum]

Beber suco de uvas escuras ou tomar vinho tinto - com moderação - pode melhorar a saúde de pessoas com excesso de peso, ajudando-as a queimar melhor a gordura.

Este estudo analisou os benefícios das uvas para pessoas com obesidade ou distúrbios metabólicos relacionados ao excesso de peso, tais como fígado gorduroso.

Ácido elágico

Neil Shay e seus colegas da Universidade do Estado de Oregon (EUA) analisaram os efeitos de quatro compostos extraídos das uvas viníferas Muscadínea (Vitis rotundifolia) sobre animais de laboratório obesos e sobre culturas de células do fígado e gordura humanas cultivadas em laboratório.

Um dos compostos químicos, o ácido elágico, mostrou-se particularmente potente: ele reduziu drasticamente o crescimento das células de gordura já existentes e a formação de novas, e incrementou o metabolismo dos ácidos graxos nas células do fígado.

Contudo, estes compostos fitoquímicos não representam uma forma milagrosa para a perda de peso, adverte o Dr. Shay: "Nós não descobrimos, e não esperávamos descobrir, que estes compostos melhoram o peso corporal," disse ele. Mas, ao aumentar a queima de gordura, especialmente no fígado, eles podem melhorar a função hepática em indivíduos com excesso de peso.

"Se pudermos desenvolver uma estratégia de dieta para reduzir o acúmulo nocivo de gordura no fígado, utilizando alimentos tão comuns quanto as uvas, isso seria uma notícia muito boa," acrescentou o pesquisador.

Proteínas PPAR

Quando Shay e seus colegas analisaram os tecidos gordurosos dos camundongos que comeram os suplementos, eles observaram níveis elevados de atividade de PPAR-alfa e PPAR-gama, duas proteínas que funcionam no interior das células para metabolizar a gordura e o açúcar.

Shay levanta a hipótese de que o ácido elágico e os outros compostos químicos das uvas ligam-se a esses receptores hormonais (PPAR-alfa e PPAR-gama), fazendo com que eles ativem os genes que desencadeiam o metabolismo da gordura e da glicose. Segundo ele, os medicamentos para redução de açúcar e triglicérides no sangue agem desta forma.

O ácido elágico presente em uma planta do cerrado também já demonstrou ação benéfica contra a asma.


Ver mais notícias sobre os temas:

Plantas Medicinais

Medicamentos Naturais

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.