Viagem no tempo virtual ajuda a superar traumas

Se na vida real não é possível voltar no tempo, uma pesquisa que possibilitava essa viagem em um ambiente de realidade virtual descobriu que a experiência pode ajudar a superar traumas.

O estudo avaliou o comportamento de voluntários que presenciaram, no ambiente de realidade virtual, um homem abrir fogo dentro de uma galeria de arte e matar cinco pessoas.

No teste, o participante aprendia a controlar um elevador e, sem saber, deixava o assassino subir ao piso superior, onde estavam as vítimas.

Metade dos participantes voltava no tempo para reviver os acontecimentos, mas na segunda vez se deparavam com um dilema moral: não fazer nada e ver cinco pessoas morrerem, ou intervir para salvá-las, condenando à morte apenas uma pessoa que estava naquele andar.

Como era esperado, a maioria das cobaias resolveu intervir e não deixar o assassino subir.

Viagem no tempo virtual ajuda a superar traumas
O participante (embaixo) controlava o elevador que poderia ou não levar o atirador (no alto à esquerda) para o segundo piso, onde havia mais pessoas.
[Imagem: Mel Slater/Icrea/UCL]

Impacto emocional

O mais interessante, segundo os pesquisadores, foi o impacto emocional que a experiência virtual teve sobre os participantes.

A maioria teve menos sentimentos de culpa e remorso após "voltar no tempo" e salvar mais vidas.

"Quanto mais eles sentiam a ilusão, maior o senso da sua própria moral," explicou Mel Slater do Instituto Catalão de Pesquisas (Espanha) e da Universidade College de Londres.

"Na realidade virtual, o sistema mais superficial de percepção do cérebro não distingue entre o mundo virtual e o real. E o cérebro considera verdadeiro o que vê e ouve no ambiente," acrescentou.

Por isso, a equipe afirma que viagens virtuais no tempo podem ajudar a superar transtornos de estresse pós-traumático ou mesmo reavaliar decisões ruins que tenham sido tomadas anteriormente.


Ver mais notícias sobre os temas:

Ética

Softwares

Emoções

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.