Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

14/10/2011

Suplementos de vitamina E aumentam risco de câncer de próstata

Redação do Diário da Saúde

Efeito contrário

Homens que tomam suplementos diários de vitamina E apresentam um risco mais elevado de desenvolver câncer de próstata.

E os suplementos de vitamina E normalmente são recomendados justamente para reduzir os riscos de câncer.

A conclusão é de um estudo conduzido pelo Dr. Erik Klein para o programa SELECT (Selenium and Vitamin E Cancer Prevention Trial), que busca estudar os efeitos da própria vitamina E e do mineral selênio para a prevenção de câncer.

Selênio e vitamina E

O próprio programa SELECT recomendou, em 2001, que o selênio e a vitamina E poderiam reduzir o risco de desenvolver certos tipos de câncer.

Em 2008, um pequeno estudo mostrou que este poderia não ser o caso, mas os resultados não foram estatisticamente relevantes.

Agora, um novo estudo mostrou que um grupo de homens que tomou uma dose diária de 400 UI de vitamina E, de 2001 a 2008, apresentou um risco 17% maior de ter câncer de próstata do que homens que tomaram placebo no mesmo período.

Desta forma, o mesmo programa agora sugere que tomar suplementos de vitamina E na verdade aumenta o risco do câncer de próstata.

Risco da vitamina E

A pesquisa envolveu 35.000 homens nos Estados Unidos, Canadá e Porto Rico.

Os voluntários foram divididos em quatro grupo, conforme o que receberam: vitamina E e selênio; só vitamina E; só selênio; e placebo.

Apenas o grupo que tomou somente vitamina E apresentou um risco mais elevado de câncer. A combinação da vitamina E com o selênio não apresentou aumento de risco.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde do Homem

Câncer

Vitaminas

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão