06/04/2021

Retorno às aulas mais seguro com máscaras obrigatórias e ventilação nas salas

Redação do Diário da Saúde
Retorno às aulas mais seguro com máscaras obrigatórias e ventilação nas salas
O melhor mecanismo para melhorar a segurança nas salas de aula consiste em um sistema de exaustão no teto.[Imagem: Michael Kinzel/UCF]

Máscaras obrigatórias nas salas de aula

O uso obrigatório de máscaras e um bom sistema de ventilação são mais importantes do que o distanciamento social para reduzir a disseminação da covid-19 nas salas de aula.

Esta pesquisa chega em um momento crítico, quando escolas e universidades estão discutindo o retorno às aulas presenciais.

"A pesquisa é importante porque fornece uma orientação sobre como estamos entendendo a segurança nos ambientes internos," disse o professor Michael Kinzel, da Universidade Central da Flórida. "O estudo revelou que as rotas de transmissão de aerossol não apresentam a necessidade de um distanciamento social de 1,80 metro quando as máscaras são obrigatórias."

Na verdade, o estudo ressalta que, com o uso de máscaras, a probabilidade de transmissão não diminui com o aumento do distanciamento físico. Isso reforça a necessidade da obrigatoriedade do uso máscaras em escolas e outros locais fechados.

Aerossóis sobem

Os pesquisadores criaram um modelo de computador de uma sala de aula com alunos e um professor, todos com máscaras, e modelaram o fluxo de ar e a transmissão de doenças, calculando o risco de transmissão transportada pelo ar.

O ambiente foi analisado usando dois cenários - uma sala de aula com ventilação no teto e outra não ventilada. Isso foi feito usando programas utilizados para avaliar desde a construção de sistemas de ar-condicionado até o ambiente interno em submarinos.

As máscaras mostraram-se benéficas ao impedir a exposição direta aos aerossóis, já que fornecem um sopro fraco de ar quente que faz com que os aerossóis se movam verticalmente para cima, impedindo-os de alcançar os alunos adjacentes - é por isso que o distanciamento na sala de aula não se mostrou eficaz.

Adicionalmente, um sistema de ventilação no teto, em combinação com um filtro de ar, reduziu o risco de infecção em 40 a 50% em comparação com uma sala de aula sem ventilação.

Isso ocorre porque o sistema de ventilação cria uma corrente constante no fluxo de ar que leva os aerossóis ao filtro, que por sua vez remove uma parte desses aerossóis - no cenário sem ventilação, os aerossóis se reúnem acima das pessoas na sala.

Retorno às aulas mais seguro com máscaras obrigatórias e ventilação nas salas
O distanciamento social entre os alunos na sala de aula não apresentou ganhos na redução da transmissão porque os aerossóis tendem a subir.
[Imagem: Aaron Foster et al. - 10.1063/5.0040755]

Mais gente na sala

Esses dados corroboram as diretrizes recentes emitidas pela autoridade de saúde dos EUA (CDC), que recomendam reduzir o distanciamento social em escolas de ensino fundamental de 1,80 para 90 centímetros quando o uso de máscara for universal.

"Os resultados sugerem exatamente o que o CDC está fazendo, que os sistemas de ventilação e o uso de máscaras são os mais importantes para prevenir a transmissão e que o distanciamento social seria a primeira coisa a relaxar [nas salas de aula]," disse o pesquisador.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.