24/05/2021

Vegetarianos têm vários indicadores melhores - e alguns piores - que consumidores de carne

Redação do Diário da Saúde

Biomarcadores dos vegetarianos

Os vegetarianos parecem ter um perfil mais saudável do que as pessoas que consomem carne, conforme medido pelos tradicionais exames de laboratório solicitados pelos médicos.

O resultado foi consistente entre adultos de qualquer idade e peso, e também não foi afetado pelo fumo ou pelo consumo de álcool.

Os biomarcadores medidos pelos exames de laboratório podem ter efeitos ruins ou efeitos bons para a saúde, o que explica seu amplo uso para avaliar o efeito das dietas na saúde.

Para verificar se a escolha entre uma dieta tradicional e uma dieta vegetariana poderia fazer diferença nos níveis de marcadores de doenças no sangue e na urina, pesquisadores da Universidade de Glasgow (Reino Unido) fizeram um estudo transversal analisando dados de 177.723 participantes saudáveis, com idades entre 37 e 73 anos, selecionando apenas aqueles que não relataram grandes mudanças na dieta nos últimos cinco anos.

Os participantes foram classificados como vegetarianos (não comem carne vermelha, aves ou peixes, com 4.111 participantes) ou consumidores de carne (166.516 participantes) de acordo com sua dieta auto-relatada.

Os pesquisadores examinaram a associação da dieta com 19 biomarcadores de sangue e urina relacionados a diabetes, doenças cardiovasculares, câncer, fígado, saúde óssea e articular e função renal.

Melhor, pior e indiferente

Mesmo depois de levar em conta fatores potencialmente influentes - como idade, sexo, educação, etnia, obesidade, tabagismo e ingestão de álcool - a análise mostrou que, em comparação com os consumidores de carne, os vegetarianos apresentam níveis significativamente mais baixos de 13 biomarcadores, incluindo:

  • Colesterol total;
  • colesterol LDL, ou lipoproteína de baixa densidade, o chamado 'colesterol ruim;
  • apolipoproteína A e apolipoproteína B (ligadas a doenças cardiovasculares);
  • gama-glutamil transferase (GGT) e alanina aminotransferase (AST) - marcadores de função hepática que indicam inflamação ou dano às células;
  • fator de crescimento semelhante à insulina (IGF-1), um hormônio que estimula o crescimento e a proliferação de células cancerosas;
  • urato;
  • proteína total;
  • e creatinina (marcador de piora da função renal).

No entanto, os vegetarianos também apresentaram níveis mais baixos de biomarcadores benéficos, incluindo "colesterol bom" HDL, vitamina D e cálcio (ligados à saúde óssea e das articulações). Além disso, eles tinham níveis significativamente mais elevados de gorduras (triglicerídeos) no sangue e cistatina-C (sugerindo uma condição renal pior).

Não se identificou nenhuma ligação entre a dieta e os níveis de açúcar no sangue (HbA1c), pressão arterial sistólica, aspartato aminotransferase (AST; um marcador de dano às células do fígado) ou proteína C reativa (CRP; marcador inflamatório).

"Além de não comer carne vermelha e processada, que tem sido associada a doenças cardíacas e alguns tipos de câncer, as pessoas que seguem uma dieta vegetariana tendem a consumir mais vegetais, frutas e nozes, que contêm mais nutrientes, fibras e outros compostos potencialmente benéficos. Essas diferenças nutricionais podem ajudar a explicar por que os vegetarianos parecem ter níveis mais baixos de biomarcadores de doenças que podem levar a danos celulares e doenças crônicas," disse o Dr. Carlos Celis-Morales, coordenador da equipe.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.