Acidente com césio 137 completa 25 anos

Triste lembrança

A Comissão Nacional de Energia Nuclear iniciará nesta quarta-feira um evento para lembrar o acidente com o césio 137, ocorrido em Goiânia (GO).

Maior acidente radiológico do mundo, o episódio poderá ser mais conhecido pelo público, que receberá informações a respeito, inclusive sobre os avanços obtidos nos últimos 25 anos no que se refere ao controle de fontes radioativas, atendimento a emergências, educação ambiental e novas aplicações da energia nuclear em benefício da sociedade.

O evento, que vai até a sexta-feira (14), será realizado no Centro Regional de Ciências Nucleares do Centro-Oeste (CRCN-CO), no Parque Estadual Telma Ortegal, em Abadia de Goiás (GO).

Acidente com o césio 137

Das 271 pessoas contaminadas pelo acidente com o césio 137, em Goiânia, em 13 de setembro de 1987, 112.800 foram monitoradas e 28 tiveram danos associados à radiação.

Dentre as mais afetadas, 20 foram hospitalizados, quatro sofreram danos na medula óssea, oito tiveram síndrome de radiação aguda e os quatro faleceram.

O acidente ocorreu quando dois rapazes encontraram em uma clínica radiológica um aparelho abandonado, utilizado em seções de radioterapia, e o desmontaram.

A contaminação ocorreu quando eles levaram a cápsula de césio 137 para uma área residencial da capital goiana.


Ver mais notícias sobre os temas:

Contaminação

Acidentes

Saúde Pública

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.