Alimentação saudável para comemorar o Dia Mundial da Saúde

Dia Mundial da Saúde

Dia 7 de abril é o Dia Mundial da Saúde, uma data estabelecida pela Organização Mundial de Saúde.

Enquanto durante anos a ação da organização foi voltada para a luta contra a fome no mundo, um dos pilares da iniciativa - ao menos na versão deste ano da comemoração - é a luta contra o comer demais que leva à obesidade, chamando a atenção para o consumo equilibrado de alimentos.

O consumo excessivo de calorias e uma oferta desequilibrada de nutrientes na alimentação estão associados à evolução de doenças crônicas, como a hipertensão, doenças do coração e alguns tipos de câncer, além de uma maior frequência de obesidade e diabetes entre na população.

Ações do Ministério da Saúde, como o lançamento do Guia Alimentar da População Brasileira, vêm ajudando a enfrentar o aumento expressivo do sobrepeso e da obesidade em todas as faixas etárias. Estima-se que o excesso de peso acometa um em cada dois adultos e uma em cada três crianças brasileiras.

Comida certa, na quantidade certa

Padrões de alimentação que substituem alimentos in natura ou minimamente processados de origem vegetal, como arroz, feijão, mandioca, batata, legumes e verduras, por produtos industrializados prontos para consumo geram desequilíbrio na oferta de nutrientes e a ingestão excessiva de calorias.

Mais recentemente, os pesquisadores têm alertado para o consumo excessivo de carne, com a população mundial ingerindo uma quantidade de proteínas muitas vezes maior do que a necessária para manter uma dieta saudável, com forte impacto não apenas na saúde individual, mas também na saúde planetária.

Uma alimentação adequada e saudável é um direito humano básico. Mas, ao contrário dos "direitos" pelos quais normalmente se luta, que consistem na concessão à pessoa a algo que lhe é devido, a luta contra o sobrepeso e a obesidade consiste em um "direito às avessas", em que se deve educar as pessoas para que elas abram mão de algo de que se apropriaram em excesso.

Conquista conjunta

Aprender a enfrentar uma situação desse tipo é um processo que pode nascer das discussões da sociedade a partir do Dia Mundial da Saúde.

Como se almeja uma conquista - mais saúde - não se pode impor nada. As necessidades alimentares de cada indivíduo precisam considerar a cultura de cada região, gênero, etnia, raça, além de ser necessário estabelecer um consumo harmônico em qualidade e quantidade e priorizar alimentos baseados em práticas produtivas adequadas e sustentáveis.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Consumo Responsável

Conservação de Alimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.