Alteração genética é um esforço coletivo

Atividade coletiva

A regulação genética pode ser mais complicada do que parecia à primeira vista.

Cientistas descobriram que a regulação de um gene depende mais da sinergia de múltiplas proteínas do que da ação direta de fatores individuais.

A constatação foi feita por Larry Stanton e seus colegas do Instituto Genômico de Cingapura.

Mais do que isso, a intensidade da interação entre os fatores parece ser uma parte determinante da "potência" dos resultados, ou seja, dos efeitos sobre a regulação genética.

Atividade dos genes

A atividade dos genes é coordenada por proteínas conhecidas como fatores de transcrição, que se ligam seletivamente a sequências regulatórias específicas do DNA, ativando ou inibindo a expressão do gene.

No entanto, esses fatores não operam isoladamente, e os cientistas estão cada vez mais descobrindo que pode ser difícil prever o comportamento de um gene baseando-se simplesmente na presença ou ausência de um determinado fator de transcrição no chamado "site genético".

Controle da expressão do gene

Stanton e seus colegas mostraram que um mesmo fator de transcrição chamado REST - fator de transcrição silenciador do gene RE1 - forma vários tipos de associação com outras proteínas, associações estas que variam largamente dependendo do site.

A extensão da formação do complexo depende em grande parte da força de interação entre o REST e um determinado site, que é parcialmente determinada pelo grau em que esses sites se assemelham à sequência RE1 "ideal".

"Nossos resultados refletem um fenômeno mais geral," disse Stanton, "onde a associação de fatores de transcrição e cofatores, e não apenas um fator por si só, é necessária para controlar a expressão do gene."


Ver mais notícias sobre os temas:

Genética

Vitaminas

Desenvolvimento de Medicamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.