Aparelho faz câncer de pele morrer naturalmente

Aparelho faz câncer de pele
Os pesquisadores conseguiram juntar todos os equipamentos em um dispositivo compacto.
[Imagem: Roberto Montes-Robles et al. - 10.1016/j.sna.2016.12.018]

Hipertermia

Este aparelho representa uma nova tecnologia para terapias de hipertermia a laser.

Esta técnica é utilizada, por exemplo, em terapias contra o câncer de pele, e tem como objetivo destruir as células tumorais fazendo-as superaquecer.

Este protótipo, desenvolvido por pesquisadores das universidades politécnicas de Madri e Valência (Espanha), representa uma alternativa de baixo custo para aplicação da hipertermia, que hoje ainda depende de equipamentos grandes e caros.

Além disso, ele usa uma técnica de baixo calor. Ao tentar queimar as células tumorais, os aparelhos tradicionais podem acabar gerando inflamações nos tecidos circundantes.

Para evitar esse problema, o sistema foi projetado não para "queimar" as células, mas para usar nanopartículas, que funcionam como aquecedores quando recebem a luz do laser, fazendo a temperatura das células subir para algo entre 42° C e 48° C. Isto resulta em hipóxia, levando as células a uma morte forçada, mas por um processo natural.

Andy Hernández e Cristina Latorre, responsáveis pelo desenvolvimento, afirmam que o sistema mostrou-se eficaz nos testes iniciais, estando pronto para passar para novas fases, que incluirão testes em animais e, finalmente, testes em pacientes humanos.

"Embora o equipamento tenha sido projetado para funcionar exclusivamente em um ambiente de laboratório, uma vez desenvolvida a técnica ele poderá ser facilmente aplicado em um ambiente hospitalar com pequenas mudanças," disse Hernández.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Raios Laser

Nanotecnologia

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.