Aparelho identifica cores e dinheiro para deficientes visuais

Aparelho identifica cores e dinheiro para deficientes visuais
O aparelho portátil possui um sistema de funcionamento simples e é capaz de "verbalizar" instantaneamente a cor de um objeto, por intermédio de um alto-falante.
[Imagem: Ag.USP]

Independência e autoestima

Já está disponível no mercado brasileiro o identificador de cores e notas de dinheiro para deficientes visuais.

O aparelho, chamado Auire Prisma, é o primeiro com tecnologia nacional e foi desenvolvido pelos engenheiros de computação Nathalia Sautchuk Patricio e Fernando de Oliveira Gil, ambos da Escola Politécnica (Poli) da USP.

O Auire Prisma aumenta a independência e autoestima de pessoas com baixa visão ou completamente cegas.

Idealizado no Projeto Poli Cidadã para atender setores de baixa renda, o aparelho portátil possui um sistema de funcionamento simples e é capaz de "verbalizar" instantaneamente a cor de um objeto, por intermédio de um alto-falante.

Realmente em português

A versão final do Auire Prisma levou cinco anos para ser concluída. Diferentemente do protótipo anterior, que precisava ser conectado a um computador, o aparelho agora disponível é autônomo, móvel e possui uma baixa incidência de erros.

Com um tamanho próximo a um celular, o aparelho tem apenas dois botões: um para definir cores e sua intensidade (intensa/pálida ou claro/escuro), e outro para identificar as notas de dinheiro. "Antes do Auire Prisma só existiam no Brasil identificadores de cores importados. Além de caros, eles não 'diziam' as cores em português", aponta Nathalia.

Os importados também não identificam notas de Real. "Alguns aparelhos identificavam notas de Dólar, que são todas da mesma cor. Isso tornava o sistema incapaz de identificar notas de Real", afirma a engenheira.

LED e sensores ópticos

O aparelho desenvolvido na Poli depende essencialmente de um LED (pequena lâmpada) e três sensores ópticos.

O LED é responsável por incidir sobre a superfície do objeto um flash de luz, que naturalmente reflete de volta para o aparelho e chega até os três sensores ópticos.

Cada sensor é responsável por identificar uma das três cores básicas: vermelho, verde e azul (um sensor para cada cor).

Após a medir a frequência de cada cor, o Auire Prisma "fala" a coloração do objeto e define sua intensidade. O aparelho é alimentado por duas pilhas alcalinas.

Site Benfeitoria

O aparelho pode ser comprado no site Benfeitoria, a primeira plataforma colaborativa do Brasil e tem o objetivo de apoiar, divulgar e organizar doações para fomentar projetos sociais.

Nessa plataforma, a pessoa pode tanto dar uma quantia qualquer em dinheiro para ajudar na doação do Auire Prisma para algum deficiente visual de baixa renda, quanto também fazer a compra do dispositivo.

Para aqueles que desejarem comprar para si ou para outro, deve-se escolher a opção de R$ 430,00, que inclui o Auire Prisma e frete para qualquer lugar do País.

Para qualquer outra quantia, o doador receberá uma recompensa por sua ação. A campanha do site em relação ao Auire Prisma visa vender 150 aparelhos praticamente a preços de custo.

Todos os recursos empregados no desenvolvimento do aparelho foram provenientes de doações e dos próprios pesquisadores.

O endereço para aquisição ou doação é www.benfeitoria.com.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Olhos e Visão

Trabalho e Emprego

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.