Árvore brasileira produz repelente natural de alta eficiência

Árvore brasileira produz repelente natural de alta eficiência
Professor Aijun Zhang, que descobriu o repelente natural extraído do umiri.
[Imagem: Aijun Zhang]

Repelente natural

Além de produzir frutos comestíveis e uma casca utilizada para a cobertura de casas, o umiri possui um composto repelente de insetos mais eficiente do que os melhores produtos industrializados disponíveis no mercado.

Conhecida também como mirim, umiri-bálsamo, umiribuiuçu, umiri-de-cheiro, a Humiria balsamifera, nativa da América do Sul, possui um composto natural chamado isolongifolenona, que evita a picada de mosquitos e pernilongos, inclusive os transmissores da dengue, malária, febre do Nilo e doença de Lyme.

Melhor que repelente industrial

A equipe do Dr. Aijun Zhang, do Serviços de Pesquisas Agrícolas dos Estados Unidos, descobriu que a isolongifolenona é mais eficaz e mais barata de produzir do que o DEET (N,N-Dietil-3-metil-toluamida), o ingrediente ativo mais utilizado nos repelentes contra insetos.

Compostos derivados da isolongifolenona têm sido largamente utilizados há anos, em fragrâncias para cosméticos, perfumes, desodorantes e produtos de papel, o que serve como um certificado de confiabilidade para sua aplicação em outros produtos voltados para uso humano.

Contra dengue e malária

Os cientistas comprovaram que o composto natural do umiri evita as picadas dos mosquitos Aedes aegypti e Anopheles stephensi de forma mais eficiente do que qualquer repelente industrial à base de DEET.

"Como a isolongifolenona é facilmente sintetizada a partir da terebentina, nós estamos confiantes que o composto tem potencial significativo como um repelente barato e seguro para a proteção de grandes populações sujeitas a artrópodes sugadores de sangue," dizem os pesquisadores em seu artigo, publicado na revista científica Journal of Medical Entomology.


Ver mais notícias sobre os temas:

Plantas Medicinais

Medicamentos Naturais

Terapias Alternativas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.