Bisturi robótico faz cirurgia em qualquer parte do corpo

O hospital USC/Norris, de Los Angeles (Estados Unidos), especializado em tratamentos contra o câncer, operou seus primeiros pacientes utilizando um novo dispositivo robótico, não invasivo.

Chamado de CiberBisturi, o dispositivo emite múltiplos feixes de radiação precisamente direcionados, que convergem sobre o tumor, minimizando os danos causados aos tecidos próximos. Os sistemas atualmente disponíveis dependem de uma estrutura metálica externa, fixada sobre a estrutura óssea do paciente, responsável pela localização do alvo da cirurgia. Isso limita sua aplicação em lesões na cabeça.

O CiberBisturi, ao contrário, utiliza pontos de referência internos (pontos específicos do esqueleto ou pequenos marcadores implantados), sem a utilização de estrutura metálica externa. Desta forma, podem ser tratadas lesões em qualquer parte do corpo. O sistema integra o direcionamento por imagens e o disparo de radiação de forma totalmente robotizada.

Utilizando um acelerador linear compacto e leve, montado sobre um braço robótico, o novo sistema pode focalizar o tumor a partir de várias posições e ângulos. Dirigido por suas diversas câmeras, o CiberBisturi localiza a posição do tumor no corpo e utiliza seu braço robótico para disparar seus feixes de radiação, que convergem precisamente no ponto desejado. Desta forma, o paciente recebe a dose exata de radiação, sem os riscos de excesso dos sistemas tradicionais e sem danos para os tecidos vizinhos. O CiberBisturi é capaz de compensar até mesmo os movimentos do paciente.

Segundo o Dr. Michael Apuzzo, professor de cirurgia neurológica do hospital, o CiberBisturi tem como vantagem principal a possibilidade de tratar pacientes com tumores na espinha, o que não podia ser feito até agora com os equipamentos disponíveis.

Fonte: Robótica no tratamento contra o câncer


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Robótica

Cirurgias

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.