Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

27/05/2014

Você trocaria todos os seus alimentos por um "caldo nutritivo"?

Com informaçõess da BBC
Você trocaria todos os seus alimentos por um
Inventor diz que suplemento criado por ele é fonte ideal de nutrientes, podendo substituir a comida natural, considerada muito "primitiva".[Imagem: Soylent/Divulgação]

Um norte-americano inventou um produto sintético que ele garante ser "superior" aos alimentos naturais tradicionais.

Ele alega que seu produto, batizado de Soylent, não apenas substitui os alimentos naturais, como é superior a eles.

Trata-se de um pó que, ao ser misturado com água, resulta em um líquido bege e levemente adocicado. A quantidade recomendada para um mês (3,5 kg) é vendida a US$ 230, pouco mais de R$ 500.

"Ele contém todos os nutrientes necessários para substituir alimentos de forma eficiente e se tornar uma fonte alimentar padrão para toda a humanidade que pode ser produzida sem precisar de agricultura", diz Rob Rhinehart, o inventor-empresário.

"O alimento natural nem sempre é melhor. Com o tempo, invenções do homem são sempre superiores aos seus correspondentes encontrados na natureza. O Soylent gera menos impacto ambiental que alimentos orgânicos, que exigem grandes quantidades de terra, água e pesticidas, além de muita mão de obra. Assim que conseguirmos provar que ele é mais ecologicamente eficiente e sustentável, aqueles interessados em preservar o planeta ficarão muito felizes com o produto," prossegue ele.

Mesmo sendo alvo de fortes críticas, Rhinehart acha ser apenas uma questão de tempo e da divulgação de informações para que seu produto seja não apenas mais aceito entre consumidores éticos como também promovido por eles.

Alimento futurista

Engenheiro de software formado pelo Instituto de Tecnologia da Geórgia, o inventor diz que sonhava desde criança em encontrar algo que eliminasse a necessidade de preparar e consumir alimentos tradicionais.

Ele conta que ficava vendo sua mãe trabalhar duro na cozinha para alimentar a família de sete pessoas - além dela e de Rhinehart, o pai e mais quatro irmãos - e que isso o motivou a refletir sobre uma alternativa.

"Sempre gostei de comer e nunca fui seletivo com o que comia, mas lembro da trabalheira que minha mãe tinha," afirma ele.

Outro motivo que levou o engenheiro a desenvolver o produto é sua crença de que comidas convencionais, além de não serem práticas, por consumirem muito tempo de preparo, são primitivas.

Para Rhinehart, precisar de alimentos que vêm da natureza para sobreviver deveria ser algo ultrapassado. "Podemos fazer melhor que isso", afirma.

Oposição

Apesar do entusiasmo de Rhinehart com sua invenção, a Sociedade Americana para Nutrição (ASN) não acredita que o produto seja, de fato, a resposta para uma alimentação completa nem algo inovador.

"O Soylent não é diferente de produtos comerciais semelhantes que oferecem uma nutrição completa de forma líquida", disse Roger Clemens, porta-voz da ASN e professor da Universidade do Sul da Califórnia.

"Mas esses produtos têm vantagens sobre o Soylent. Além de contarem com evidência clínica de segurança e eficácia, já foram aceitos pela comunidade médica, por órgãos regulamentadores e pelo público em geral," contesta Clemens.

Por outro lado, a ASN concorda com o argumento de Rhinehart de que produtos naturais não necessariamente são melhores ou mais seguros.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Dietas e Emagrecimento

Terapias Alternativas

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão