Caminhada reduz consumo de chocolate pela metade

Caminhada contra o chocolate

Uma caminhada de 15 minutos por dia pode cortar o consumo de chocolate de uma pessoa pela metade.

O estudo mostrou que, mesmo em situações estressantes, trabalhadores de escritório comem apenas metade do chocolate que comeriam quando saem para dar uma voltinha.

Segundo Adrian Taylor, da Universidade de Exeter, no Reino Unido, os "chocólatras" podem facilmente reduzir sua tentação afastando-se regularmente de suas mesas e dando uma pequena caminhada, ou fazendo um exercício programado diariamente.

Sem estresse

O que mais surpreendeu no estudo foi que, durante os testes, o estresse de cada pessoa não teve influência sobre a quantidade de chocolate que ela comia - embora esta seja uma desculpa recorrente.

Já aqueles que fizeram uma caminhada leve de 15 minutos antes do expediente, em uma esteira colocada no próprio escritório, comeram uma média de 15 gramas de chocolate durante o dia.

Os que não se exercitaram comeram uma média de 28 gramas no decorrer do expediente.

Os resultados se mantiveram quando os trabalhadores foram divididos em grupos e receberam tarefas diferenciadas, algumas leves e outras altamente estressantes.

Vício de beliscar

"Nós sabemos que beliscar alimentos de elevado teor calórico durante o expediente, como chocolate, pode se tornar um hábito inconsciente, e pode levar ao ganho de peso ao longo do tempo," diz o Dr. Taylor.

"As pessoas geralmente acham difícil cortar esse vício, mas nosso estudo mostra que uma simples caminhada pode ser capaz de reduzir o problema pela metade," conclui o pesquisador.

Além disso, o exercício tem benefícios conhecidos sobre o humor, o nível geral de energia do indivíduo e até mesmo para controlar vícios.


Ver mais notícias sobre os temas:

Consumo Responsável

Alimentação e Nutrição

Atividades Físicas

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.